BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

Usando uma “Cobra na Parede” para quantificar impedimentos

por Mike Bria , traduzido por Douglas Masson em 18 Dez 2008 |

Kevin Schlabach postou recentemente no seu blog Agile Commentary sobre como utilizar um "Cobra na Parede ", uma abordagem leve ele utiliza para ajudar sua equipe a identificar as coisas que estão retardando seus processos de desenvolvimento.

Pendurar os cartões ou post it na parede para acompanhar o trabalho atual da equipe é provavelmente uma das técnicas mais simples e eficazes do desenvolvimento ágil. Kevin Schlabach sugere usar uma técnica similar para manter sua equipe a par dos impedimentos durante o desenvolvimento diário; Finalmente uma técnica para ajudar a reduzir os misteriosos "drags" que a equipe sente mas não consegue apontá-los totalmente.

A técnica "Snake on the wall", como ele a chama, especifica que membros da equipe adiciona um post it na parede cada vez que eles sentem ou notam que estão atrasados:

Cada vez que um membro da equipe sente que a tarefa pela qual ele é responsável está atrasada, ele escreve o atraso da tarefa em um post-it. A nota inclui o tempo inicial perdido (comparado à estimativa inicial), aquilo que foi afetado, o motivo e suas iniciais. Eles pegam a nota e adiciona no "final da cobra" que é uma linha crescente de post it na parede.

A cobra em seguida representa explicitamente um radiador de informação para a equipe e os gerentes que a usam para entender melhor, qualificar e remover as coisas que estão em seu caminho. Impedimentos são registrados quando eles acontecem dando a equipe uma maior oportunidade de notar coisas quando ainda estão frescas em suas mentes e com mais informações disponíveis.

Como Schlabach declara, a cobra pode ser priorizada semelhante a um backlog típico de iteração e pode ser usado na retrospectiva da iteração. O tamanho da cobra pode ser usado como um indicador rápido e constante da equipe e de gerentes quão eficientes (ou ineficientes) são seus projetos.

Schablach destaca os benefícios de se fazer isso:

O que ela faz?
  • ela valida problemas reais
  • ela mata falsas opiniões e reclamações equivocadas
  • ela qualifica o impacto dos impedimentos
  • ela cria transparência para gerentes que não acreditam no que você diz
  • ela fortalece a equipe
  • ela é imediata
  • ela se auto-prioriza
  • ela descobre surpresas

Quantas vezes você esteve em uma retrospectiva não se lembrando perfeitamente de todas as coisas que entraram em seu caminho durante a iteração, mas sabendo que elas estavam lá? Você tem problema para qualificar quanto tempo sua equipe está gastando realmente com essas coisas, quais são os problemas reais?

Você acha que uma "Cobra na parede " poderia ajudar?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT