BT

Uma visão dos custos escondindos de uma solução cloud

por Dilip Krishnan , traduzido por Anderson Duarte Vaz em 14 Set 2010 |
Em um post recente, David Pallman abordou o custos escondidos em mudar para o Cloud, especificamente no contexto da Azure.
Computação Cloud tem benefícios reais para os negócios que podem ajudar a base da maioria das organizações. Entretanto, você deve ter ouvido falar em casos desagradáveis onde os custos reais foram maiores do que o esperado.

"Esses custos não são realmente escondidos, é claro: é mais comum que eles sejam neglenciados, não entendidos ou subestimaodos." Ele diz, enquanto examina e identifica esses custos comumente neglenciados em soluções Cloud.

Custo Escondido #1: Dimensões de Preços

De acordo com David a fonte #1 de surpresas é não considerar as várias dimensões que o fornecedor de serviços apresenta. Cada serviço utilizado adiciona mais facetas na oferta que pode ser medida em termos de largura de banda, armazenamento, custos de transação, taxas de serviços etc.

Na realidade, tudo na Cloud é barato mas cada tipo de serviço representa um nível adicional de cobrança. Para tornar isso pior, logo que novas funcionalidades e serviços são adicionadas na plataforma o número de cobranças continua a crescer.

Ele sugere que os consumidores usem calculadores de ROI (Retorno do Investimento) específicos tais como Windows Azure TCO Calculator, Neudesic’sAzure ROI Calculator, ou o oficial Windows Azure pricing information.

Custo Escondido #2: Larguda de Banda

"Largura de Banda muitas vezes é neglenciada ou não tem a sua devida importância nas estimativas das cobranças de computação Cloud." ele diz, Ele sugere que seja modelada a largura de banda para cenários específicos de uso. Um Cloud também regula o excesso de largura de banda ou modela a arquitetura para fornecer o caminho com menos tráfico para um cenário de uso específico.

Custo Escondido #3: Deixar a Torneira Aberta

Ele sugere que frequentemente sejam revistas as cobranças de uso e faturamento para evitar surpresas no fim.

Deixar uma aplicação instalada e esquecer dela é uma maneira infalível de receber uma conta surpreendente. Uma vez que você colocou aplicações ou dados na Cloud, elas continuarão a custar dinheiro, mês após mês, até que você as remova. É muito fácil de colocar algo no Cloud e esquece-lo lá.

Custo Escondido #4: Cobranças Computacionais Não São Baseadas no Uso

Custo Escondido #5: A Área de Staging Custa o Mesmo que a Área de Produção

Muitos concluem erroneamente que somente a Produção é tarifada quando na verdade a Produção e Staging são cobradas, e com as mesmas taxas.

Usar a Staging como área temporária e configurar políticas tais como tudo o que for instalado lá deva ser promovido para Produção ou ser removido depois de um certo tempo. Delegue a alguém o trabalho de verificar por instalações esquecidas na área de Staging e deletá-las - ou ainda melhor, automatize esse processo.

Custo Escondido #6: Uma Aplicação Suspensa é uma Aplicação Tarifável

Ele enfatiza que se a aplicação não está sendo usada ou está suspensa isso não siginifica que cobranças de faturamento não se aplicam. Ele sugere aos usuários a verificarem as políticas de faturamento.

Desde que a mensagem comum da computação Cloud é a de cobrança baseada no consumo, algumas pessoas entendem que o cálculo para sua cobrança de hora é baseado no quanto suas aplicações são usadas. Esse não é o caso: a cobrança pelo tempo de computação por hora não funciona dessa maneira no Windows Azure.

Custo Escondido #7: Vendo em Dobro

[V]ocê precisa de no mínimo 2 servidores se você quer que o Windows Azure SLA seja o suficiente, o que se resume em 3 9' s da disponibilidade. Se você não está ciente disso, suas estimativas sobre o custo de hospedagem podem ser reduzidas em 100%!

Custo Escondido #8: Polling

Dados de polling em um Cloud são uma atividade custosa e eleva a taxas de transação. Em pouco tempo os custos podem subir baseado na quantidade de pollings. Para isto ele sugere:

Ou encontre uma alternativa ao polling, ou faça o polling de uma maneira que tenha eficiência de custo. Existe uma maneira eficiente de implementar o polling usando um algoritmo que verifica o tempo em espera entre pollings baseados em se algum dado foi visto recentemente.

Custo Escondido #9: Trafego não monitorado

Ele alerta que tráfego não monitorado em forma de ataques DOS ou Spiders etc. podem aumentar de forma inesperada. Ele sugere a melhor maneira para lidar com tais cobranças inesperadas é auditar a segurança da aplicação e fornecer medidas de controle tais como CAPTCHA's.

Se sua aplicação está hospedada em um Cloud, você pode se deparar com ela sendo acessada por mais do que o esperado em relação a sua base de usuários. Isso pode incluir curiosos ou acidentais usuários da web, rastreadores de mecanismos de buscas, e hostis de ataques de negação de serviço de hackers e concorrentes. O que acontece com sua cobrança pela largura de banda se seu web site ou sistemas de armazenamento estão constantemente sendo acessados por um robo?

Custo Escondido #10: Gerenciamento

Finamelmente ele declara que como resultado de todos esses fatores, os clouds trazem um custo inerente para gerenciar esses serviços para eficiência no uso e consequentemente na tarifação.

Monitor regularmente o estado de suas aplicacões. Monitorar regularmente suas cobranças. Rever regularmente se o que está na Cloud ainda precisa estar lá. Monitorar regularmente a quantidade de carga das suas aplicações. Ajustar o tamanho da suas instalações para corresponder a carga. Isso somente funciona se você regularmente monitor e ajustar suas aplicações.

Ele conclue seu artigo dizendo que é muito possível que alguém pode não entender essas coisas logo no início e só entender após  algumas experiências; possivelmente obter uma avaliação da infra-estrutura e buscar a orientação de especialistas.

Veja o post origial e enriqueça os comentários com suas experiências.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT