BT

Mobile, JavaFX enfatizado em Keynote no JavaOne. JavaFX Script está acabado

por Tim Cull , traduzido por Thiago Gonzaga em 30 Set 2010 |

No keynote de segunda-feira do JavaOne em São Francisco, Thomas Kurian falou sobre os planos da Oracle para a plataforma Java. Segundo o Sr. Kurian, o "roteiro dos próximos três anos do produto" teve os seguintes temas principais:

  1. Otimizar o Java para os novos modelos de aplicações que estão surgindo, e para as novas classes de hardware;
  2. Melhorar a produtividade do desenvolvedor;
  3. Melhorar o desempenho e a escalabilidade em hardwares multi-core;
  4. Aumentar o suporte da JVM  a múltiplas linguagens de desenvolvimento.

Sr. Kurian descreveu algumas das iniciativas destinadas a atender esses objetivos. Muitas delas já são bem conhecidos e poderão ser direcionados para o JDK 7 ou alguma versão posterior, ele citou, por exemplo, iniciativas como:

  1. Projetos Coin , Lambda , e Jigsaw;
  2. invokedynamic bytecode para melhorar a desempenho de linguagens dinâmicas
  3. Fork/join framework.

Outras iniciativas menos conhecidas, como o suporte nativo para redes Infiniband, coleta de lixo low-pause de 1TB, e a remoção da geração permenente do hotspot da VM foram mencionados rapidamente sem muitos detalhes, ainda que o Sr. Kurian tenha direcionado o público para os roteiros online de OpenJDK, GlassFish, e NetBeans.

O JavaFX, no entanto, foi coberto em detalhes e recebeu resposta forte da multidão. A equipe do JavaFX deu uma demonstração que incluiu a transmissão simultânea de vídeo de 160 feeds de vídeo diferentes que sobrepunham-se entre si em uma cena 3D, movimentados em um espaço 3D enquanto tocavam. Em um ponto, um dos vídeos foi mostrado explodindo em um espaço 3D antes de se separarem em 1300 (ainda tocando) cubos que cairam no chão como blocos de brinquedo.

Além de enfatizar os aspectos de desempenho de JavaFX, a equipe também explicou o objetivo da Oracle de "oferecer a melhor experiência de HTML5 e aplicação nativa a partir de um modelo de programação Java." No futuro, o JavaFX pretende ser uma camada geral de abstração visual capaz de processar tanto uma pilha nativa Java 2d/OpenGL/Hotspot VM quanto uma pilha Javascript/HTML5/Navegador a partir das mesmas APIs. A Oracle se comprometeu a lançar dois novos releases do JavaFX em 2011, bem como torná-lo  open source, apesar de não dar detalhes sobre licença de código aberto, que seria usado.

Como parte deste, a Oracle anunciou que o JavaFX Script será eliminado e substituído por uma nova API Java para criar aplicações JavaFX, que também pode ser utilizado a partir de linguagens alternativas, como JRuby, Clojure, Scala e Groovy. Uma consequência disto é que o JavaFX perde o suporte de ligação que o JavaFX Script fornecia. Embora nenhuma solução para isso está disponível Stephen Chin e Jonathan Giles sugeriram em um follow-up da apresentação (documento PDF) que o trabalho foi feito para corrigir problemas. Um roteiro completo está disponível.

A apresentação, em seguida, deu um aceno para os programadores do lado do servidor, apresentando os mesmos detalhes sobre JEE 6, que o InfoQ cobriu quando foi lançado em dezembro do ano passado.

Sr. Kurian, então, explicou que a Oracle considera o espaço móvel e embarcado a "nova fronteira Java" e listou vários dispositivos que rodam Java, como os smartphones da Sony Ericsson, Amazon Kindle, canetas inteligentes Livescribe , telefones VoIP da Cisco, e os Java Cards. Notadamente não houve qualquer menção a Google Android.

Finalmente, antes de envolver-se com a aparição de Apolo Ohno, o Sr. Kurian trouxe Dave Moore da BioWare para apresentar um vídeo energético de um jogo da empresa Star Wars: Knights of the Old Republic. O jogo não usa Java para processar qualquer um de seus gráficos e física do jogo, mas ele usa GlassFish no servidor de login para os jogadores do mundo multi-player, bem como para outras tarefas administrativas entre o site e o jogo.

Em geral, a keynote foi vista como uma síntese dos últimos dois anos de Java e não revelou muitas informações novas. Ele, no entanto, deu uma dica sobre futuro da Oracle com ênfase em tecnologias mais orientadas ao consumidor, como aparelhos e gráficos, bem como o seu apoio constante as melhorias no núcleo da linguagem centradas no desenvolvedor.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT