BT

Eclipse Indigo: 62 projetos e 46 milhões de linhas de código

por Alex Blewitt , traduzido por Giovanni Abner em 23 Jun 2011 |

A Fundação Eclipse anunciou o lançamento do Eclipse Indigo, uma combinação de 62 projetos que totalizam 46 milhões de linhas de código. Desde o Callisto, em 2006, a Fundação tem realizado esse lançamento anual conjunto nas últimas semanas de junho (embora versões da plataforma Eclipse em si já venham sendo lançadas anualmente desde 2001).

O lançamento simultâneo permite que todos os projetos definam um conjunto padronizado de dependências; isso é útil quando há dependências entre os projetos (como é o caso do JDT, que depende da plataforma Eclipse, ou o Mylyn, que depende do EMF). Antes do Callisto, os projetos frequentemente tinham dependências conflitantes, o que dificultava a ampla adoção de alguns deles. Com o lançamento anual simultâneo, a estabilidade e a interoperabilidade entre os projetos melhorou significativamente.

Entre os novos projetos incluídos no Indigo estão:

  • Integração com o Maven (M2E)
  • Eclipse Scout, um framework e SDK corporativo para desenvolvimento de aplicações distribuídas
  • Jubula, uma ferramenta para automatizar testes funcionais de aplicações Java e HTML
  • WindowBuilder, um editor visual para interfaces gráficas em Java (SWT and Swing). (Foi doado pelo Google, que o tinha comprado da Instantiations.)
  • Graphiti, uma infraestrutura gráfica para modelos baseados em EMF
  • EGit e JGit, que foram lançados como produtos 1.0, aproveitando o lançamento do Indigo

Muitos outros projetos também lançaram novas versões principais (major) ou secundárias (minor); O CDT chega à versão 8.0, enquanto a plataforma Eclipse chega à 3.7. O Xtext, um gerador de DSLs, está na versão 2.0, que traz recursos para facilitar a criação de editores com code completion e sugestões de correção (quick fixes), exigindo para isso pouco mais do que uma gramática. O ECF chega à versão 3.5, com várias novas funcionalidades, acompanhando as especificações OSGi 4.3 para serviços remotos. O Equinox (ambiente de execução OSGi) foi atualizado para suportar as novas funcionalidades do OSGi 4.3, incluindo tipos genéricos, conforme já mostrou o InfoQ.com.

Além do Indigo, também foi lançado o Eclipse 4.1. O ramo Eclipse 4.x, também conhecido como E4, é uma revisão do modelo interno do Eclipse que pretende substituir o atual mecanismo de registro de extensões por uma combinação de serviços OSGi dinâmicos e injeção de dependências (para tornar esses serviços disponíveis). O objetivo do E4 é oferecer uma nova forma de interligar os componentes, e ao mesmo tempo desacoplar a implementação da interface com o usuário de sua representação, de forma que ela possa ser apresentada remotamente em um navegador, se desejado. Junto com o E4 veio o Eclipse Orion 0.2, um IDE totalmente web, que usa plugins JavaScript para permitir edição em tempo real em um navegador. Está disponível para testes um orion.eclipse.org experimental.

Nem todos os projetos do Helios, a versão anterior do Eclipse, estão no Indigo. O projeto Test and Performance Tools Platform, há muito tempo ameaçado, foi encerrado este ano e não faz parte da nova release. O projeto BPMN está inativo e provavelmente também será encerrado num futuro próximo – destino semelhante ao do Swordfish.

O lançamento do Eclipse 3.7 conclui uma tradição de uma década de entregas no prazo esperado. Com iterações de seis semanas e uma política de reduzir o desenvolvimento e realizar lançamentos candidatos antes do lançamento final, o projeto Eclipse mostrou que é possível gerenciar um projeto por variação de funcionalidades, em vez de gerenciá-lo por tempo. Este breve histórico do projeto demonstra o nível de regularidade atingido, especialmente nos últimos cinco anos:

  • Eclipse 1.0 – 07/nov/2001 (Win32/Linux32 Motif)
  • Eclipse 2.0 – 27/jun/2002 (Linux32 Motif + GTK, e Solaris/QNX/AIX)
  • Eclipse 2.1 – 27/mar/2003 (primeira versão para OSX)
  • Eclipse 3.0 – 25/jun/2004 (primeira versão com OSGi)
  • Eclipse 3.1 – 27/jun/2005
  • Eclipse 3.2 – 29/jun/2006 (Callisto)
  • Eclipse 3.3 – 25/jun/2007 (Europa)
  • Eclipse 3.4 – 17/jun/2008 (Ganymede)
  • Eclipse 3.5 – 11/jun/2009 (Galileo)
  • Eclipse 3.6 – 8/jun/2010 (Helios)
  • Eclipse 3.7 – 22/jun/2011 (Indigo)

[Ed. Participou também desta tradução Eder Ignatowicz]

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2013 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT