BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

O Planning Poker evita falácias nas estimativas de esforço

por Michael Stal , traduzido por Felipe Furtado em 29 Ago 2012 |

Em seu recente post intitulado "Planning Poker: Evitando Falácias nas Estimativas de Esforço" Hayim Makabee discute a "falácia do planejamento" - um problema comum de estimativas de esforço - e explica por que o planning poker pode ajudar a evitá-lo.

Estimativa de esforço pode ser uma das atividades mais desafiadoras em desenvolvimento de software. Um problema comum é subestimar o esforço que é comumente resultado da "falácia do planejamento". A Wikipedia define a "falácia do planejamento" [planning fallacy] como:

[...] uma tendência das pessoas e organizações a subestimar o tempo que vai precisar para completar uma tarefa, mesmo quando têm experiência em tarefas similares.

Para ilustrar as possíveis características da falácia do planejamento, Makabee cita Daniel Kahnemann, ganhador do prêmio Nobel e autor do livro "Thinking, Fast and Slow" [Pensando, Rápido e Devagar, ainda sem tradução para o português], que diz:

Muitos planos e previsões não são realísticos perto dos cenários mais favoráveis, e poderiam ser melhorados ao verificar as estatísticas de cenários semelhantes.

Makabee pensa que em engenharia de software pode haver duas razões principais para a falácia de planejamento:

Se o gerente é o único a fazer as estimativas, ele tem interesse em torná-las difíceis de alcançar, a fim de forçar as pessoas a trabalharem mais. Gerentes querem sempre ver o trabalho concluído o mais rápido possível.

Se o trabalhador é o único a fazer as estimativas, ele vai ter vergonha de atribuir muito tempo para si mesmo. As pessoas têm medo de fazer estimativas pessimistas para as suas próprias tarefas porque pode parecer preguiçoso ou ineficiente.

Assim, mais pessoas que não têm um interesse pessoal na tarefa devem participar do planejamento.

É por isso que, de acordo com o autor, o Planning Poker é útil, pois força uma estimativa de esforço de forma independente e orientada ao consenso dos participantes. No Planning Poker cada participante recebe um conjunto de cartas com números e escolhe um dos cartões para estimar o esforço de uma tarefa específica. As cartas são simultaneamente apresentadas e as pessoas podem comparar e discutir as suas estimativas.

Makabee propõe o Planning Poker a fim de evitar a falácia do planejamento, pois com esta prática é possível ter várias pessoas estimando, incluindo aqueles que não são responsáveis [diretos] pela tarefa. Além disso, os participantes fazem suas próprias estimativas de forma independente e precisam explicá-las, especialmente quando são muito baixas ou muito altas.

Alguns leitores comentaram o artigo.

Putcha V. Narasimham acha que o Planning Poker é realmente útil:

Recentemente me deparei com a Falácia do Planejamento, mas eu não sabia que o Agile tem um remédio para isso através do Planning Poker. A coisa mais sensata que já vi em método ágil.

Kirschilan acrescenta:

Além de tudo que foi dito acima, deve-se notar que a estimativa usando planning poker é apenas um dos aspectos. Outro aspecto é usar dados empíricos reais para conciliar o escopo no plano. Em agile este conceito é chamado de velocidade.

A ideia é que, assumindo que o nosso modelo de estimativa é bastante estável, independentemente de otimismo, podemos usar esses números [velocidade] para descobrir quanto é que nós realmente alcançamos em períodos anteriores, a fim de planejar o próximo período.

Usando esses dados ao longo do tempo ajuda a equipe a "consultar as estatísticas de casos semelhantes" em sua própria história recente.

Aqui está um post referindo-se a utilização de dados empíricos para um planejamento contínuo, ao invés de planejar uma única vez: http://fostnope.com/2012/05/14/what-does-a-butterfly-say-at-the-end -de-a-dia /

Outro leitor, Pavel Bekkerman, acredita que o esforço subestimado pelos gestores é a pior prática e é causada pela ausência de treinamento adequado e acrescenta:

Na ausência de uma metodologia nós temos indivíduos e equipes largamente dessincronizados em seus trabalhos e desalinhados com os planos macros. Temos gerentes que lutam para encontrar seu lugar no caos, e não impactar. E, agora, a pergunta final:

Você REALMENTE acha que, com tal legado, é possível esperar que alguém aprenda com a experiência anterior e forneça estimativas adequadas em qualquer tarefa com mais do que 1-2 dias úteis?

... Ao que Makabee responde

[...] No entanto, eu acho que algumas empresas estão melhores que outras. Particularmente, eu tenho visto como a adoção de métodos ágeis tem melhorado a situação [estimativas de esforço] na prática. [...]

Logo, é possível concluir que o Planning Poker, segundo Makabee, torna-se efetivo pela simplicidade do método, promovendo a disseminação do conhecimento na medida em que a equipe defende suas ideias e aprende a cada nova rodada. Mas, principalmente, o Planning Poker busca evitar a falácia do planejamento através do envolvimento das pessoas nas estimativas de suas próprias atividades, gerando um ciclo de comprometimento.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

O Planning Poker evita falácias nas estimativas de esforço by Miguel Carlos Honório

O Planning Poker é uma das técnicas de estimativa de esforço, talvez a mais utilizada no meio ágil, mas fique atento, requer um time comprometido com os valores ágeis e maduro não para saber mensurar, mas sim para respeitar a opinião das demais pessoas. Existem outros jogos e alguns muito divertidos e atraentes para realizar estimativas. Eu particularmente gosto do Team Estimation Game. Mas fica a critério de cada time decidir qual é melhor para si.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

1 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT