BT

Os 20% de tempo do Google acabaram?

por Abel Avram , traduzido por Gabriel Ozeas em 17 Set 2013 |

Recentemente, a Quartz publicou uma reportagem afirmando estarem mortos os famosos 20% de tempo de trabalho reservados aos engenheiros do Google para projetos à sua escolha.

O Google efetivamente encerrou o programa de 20% de tempo sem realmente acabar com ele. Como informado antes, o Google passou a solicitar aprovação por parte da gestão para se obter direito aos 20% de tempo focados em projetos independentes, fugindo da política anterior, que assegurava 20% de tempo para todos. Mais recentemente a alta administração do Google tem sido ainda mais exigente, desencorajando fortemente gerentes a aprovarem projetos de 20%.

O artigo gerou um longo debate na lista de discussão no Hacker News, e envolveu engenheiros do Google (embora suas identidades não tenham sido confirmadas).

O usuário dekhn nega que os 20% de tempo tenham morrido mas diz que na verdade são parte de 120% (como ironiza essa tira do Dilbert):

Os 20% de tempo ainda existem. Meus últimos três anos foram gastos tornando meu projeto dos 20% em um produto, e meu trabalho agora é transformar outro projeto de 20% em outro produto. Nunca houve pressão vinda dos meus gerentes para que eu evitasse trabalhar nos projetos de 20%.

Mas usar o termo "120% de tempo" seria mais justo. Na realidade, é difícil conciliar um dia de trabalho produtivo e construir um novo projeto do zero. Você tem que estar disposto a gastar algumas horas fora do seu horário normal de trabalho para ter sucesso.

O que os 20% de tempo significam é que, como engenheiro do Google, você pode utilizar a infraestrutura computacional do Google para testar e criar novos projetos. A infraestrutura e as ferramentas de software associadas podem ser aproveitadas nos seus 20% para obter muito mais produtividade do que normalmente teria.

O leitor identificado como spankalee confirmou que os 20% permanecem, mais destaca que poucos fazem uso desse tempo:

Não preciso de aprovação para utilizar os 20% de tempo, e trabalho com muitas pessoas em seus projetos de 20%. Mas muitos não utilizam seus 20%. Não sei se isso é devido a uma mudança de cultura gerada por novas contratações, por falta de imaginação, pressão para se destacar em seu projeto principal - mas é triste. Volto a destacar que nenhuma permissão é necessária.

O mesmo leitor complementa que um gerente de projetos pode solicitar o adiamento dos 20% de tempo por até um trimestre, se o projeto principal estiver com agenda apertada:

O usuário spankalee reconhece que cada departamento pode ter uma politica diferente:

Concordo que tudo depende da cultura de cada departamento. Para quem vem trabalhando com prazos sempre apertados, posso imaginar que essa pessoa não sinta que conta com os 20% de tempo. Mas saber que isso acontece é triste.

Pessoalmente, cheguei a ser levemente desencorajado a usar meus 20% de tempo. Várias pessoas com quem conversei me advertiram contra iniciar um projeto de 20% muito cedo, especialmente do zero, ao invés de trabalhar em um já existente com engenheiros mais seniores.

Isso não é uma política, mas um conselho. Cada um tem suas próprias teorias sobre o melhor a se fazer na empresa. Acredito que se o interesse seja apenas em uma promoção, vale a pena dar mais atenção a esse conselho. Por outro lado, acredito que os engenheiros do Google, na sua maioria, não estejam interessados em promoções.

Fico feliz por ter ignorado este conselho. Pude trabalhar com várias coisas interessantes e ganhei muito reconhecimento com isso.

Já o usuário Cookingboy afirmou:

Meu gerente nos disse que deveríamos utilizar os 20% se o projeto em questão tivesse alguma contribuição direta para o projeto principal em que estávamos trabalhando. Dependendo do time ou departamento em que se trabalha, a política existe para permitir isso; mas diferentes times possuem diferentes culturas. Acredito que os 20% são mais desencorajados em certos departamentos, como por exemplo o de Android e o Social (essas equipes provavelmente estão sob constante pressão para "produzir").

O leitor zhyder diz que, apesar de poder utilizar os 20% de tempo, a maioria dos engenheiros não tira proveito, pois já há trabalho demais para se fazer:

Os 20% de tempo para projetos pessoais ainda existem e não necessitam de aprovação da gestão, mas somente uma minoria de engenheiros tira proveito deles. Por exemplo, na minha equipe de 14 pessoas, somente duas trabalham em projetos de 20%.

Não estou no Google há muito tempo, mas duvido que tenha havido alguma época em que a maioria dos engenheiros utilizassem os 20% de tempo. É complicado. É preciso tirar não somente o tempo, mas também o foco do seu projeto principal (que, como todo software, provavelmente está demorando mais tempo do que se esperava). A maioria dos engenheiros não está tão motivada a usar seus 20%.

Há outras opiniões similares de engenheiros e ex-engenheiros do Google: billnguyen, So8res, nappy-doo, plywoodtrees.

Essa discussão lança um pouco de luz sobre o funcionamento interno do Google, e indicam que talvez os 20% de tempo não sejam tão difundidos dentro da empresa como se imaginava.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT