BT

Início Notícias Google libera o Android Things 1.0

Google libera o Android Things 1.0

Favoritos

Após uma fase como developer preview com mais de 100 mil downloads do SDK, o Google liberou o Android Things 1.0 com suporte de longo prazo para dispositivos em produção.

O Android Things é a plataforma para IoT da Google, focada em permitir que os desenvolvedores possam escrever aplicações IoT de forma parecida com que escrevem apps mobile.

De acordo com Dave Smith, desenvolvedor e defensor do IoT no Google, o engajamento e feedback dos desenvolvedores têm sido críticos para alcançar a versão 1.0, com mais de 10 mil desenvolvedores fornecendo feedback através de uma ferramenta de issue tracker, workshops e da comunidade do Google+.

Além dos dispositivos Raspberry Pi 3 Model B e NXP i.MX7D que já são suportados em developer previews, o Android Things 1.0 agora suporta os novos system-on-modules (SoMs) baseados no NXP i.MX8M, Qualcomm SDA212, Qualcomm SDA624 e MediaTek MT8516. Estes módulos são certificados para uso em produção com suporte garantido por 3 anos, facilitando a vinda de protótipos para o mercado.

Uma nova interface para configurar periféricos de hardware já está inclusa no Android Things Console, habilitando o controle de tempo de construção das conexões periféricas de input/output disponíveis e propriedades do dispositivo, como resistores GPIO e velocidade de barramento I2C.

Um princípio fundamental do Android Things é manter os dispositivos seguros com o passar do tempo, fornecendo algo como: atualizações de tempos em tempos de software (over-the-air), correções de estabilidade e correções de segurança em plataformas de hardware em produção.

O Android Things está pronto para produção. O Google vem trabalhando duro para trazer alguns produtos para o mercado usando o Android Things. Estes incluem caixas de som inteligentes da LG e iHome, e monitores inteligentes da Lenovo, LG e JBL, que trazem recursos poderosos como o Google Assistente e o Google Cast. Espera-se que estes produtos estejam nas prateleiras até o final do verão nos Estados Unidos. Além disso, algumas startups estão usando o Android Things para prototipar novas ideias. Alguns exemplos são a Byteflies, uma docking station que transmite com segurança dados de saúde de wearables para o cloud, e a Mirego, uma rede de grandes exibições fotográficas conduzidas por estandes de fotos públicas no centro de Montreal.

Para saber mais sobre o Android Things 1.0, temos as notas de lançamento e o Android Things Console. Também no site do desenvolvedor do Android, é possível encontrar detalhes sobre a plataforma, bem como kits, código de amostra e projetos da comunidade.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.