BT

Início Notícias Visual Studio Code 1.29: aperfeiçoamento na pesquisa, no debug e mais funcionalidades

Visual Studio Code 1.29: aperfeiçoamento na pesquisa, no debug e mais funcionalidades

Favoritos

O lançamento da versão 1.29 do Visual Studio Code em outubro trouxe diversas atualizações significantes, ao mesmo tempo em que é confirmada a tendência de que o Visual Studio Code é o editor de textos mais utilizado no ecossistema JavaScript.
A seguir estão algumas das melhorias mais significativas na versão 1.29:

  • Busca: as expressões regulares agora podem abranger múltiplas linhas ao incluir o carácter \n. Além disso, pesquisas com o regex agora suportam o backreferences e o lookahead, com o lookbehind planejado para uma versão futura. O lookahead permite a construção de regex que são compatíveis, por exemplo, com as tags HTML de abertura e fechamento: <([a-z]*)></\1>(?=<) irão encontrar <body></body>. Além disso a nova configuração search.useReplacePreview permite que os desenvolvedores desabilitem a visualização de diferenças que aparecem quando é feita uma operação de buscar/substituir;
  • Debug: para melhorar a leitura da stack de chamadas, agora é possível ocultar os trechos que não se referem ao código do usuário, como código externo, arquivos desconsiderados, etc. Além disso, cada sessão de depuração agora mostra as suas saídas em uma console de debug separada, o que ajuda a distinguir de onde vem cada mensagem. Os traces agora podem ser estilizados quando o debug é feito no Node.js ou no Chrome;
  • Workbench: o dark mode do macOS Mojave tem melhor suporte também em tela cheia. O novo workbench.editor.highlightModifiedTabs permite destacar arquivos que precisam ser salvos por meio de uma borda grossa no topo da aba correspondente. Além disso, a nova configuração breadcrumbs.symbolSortOrder controla quando os símbolos no breadcrumb devem ou não ser ordenados;
  • Terminal: quando é aberto um terminal dividido, agora é possível controlar quando este deve herdar o diretório corrente do terminal de origem usando a configuração terminal.integrated.splitCwd (a herança está disponível somente no macOS), que inicia com o diretório raiz (workspaceRoot), ou usa o diretório inicial do terminal de origem. No macOS ao pressionar o cmd + backspace, a linha toda será apagada do início até o ponto de inserção.

O Visual Studio Code 1.29 inclui suporte ao TypeScript 3.1.4 e melhora o suporte para outras linguagens incluindo o CSS, o Markdown, etc.
Em uma nota relacionada, a versão minor 1.29.1 do Visual Studio Code já foi lançada com algumas correções.
Conforme mencionado, a última pesquisa do "State of JavaScript" mostra que a popularidade do Visual Studio Code aumentou ainda mais e se posiciona firmemente acima do Sublime Text e do Vim.


(Imagem do site 2018.stateofjs.com)

Existem muitas outras funcionalidades no Visual Studio Code 1.29 que não foram cobertas neste artigo, então fique atento ao anúncio oficial para saber todos os detalhes.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.