BT

Início Notícias O valor das certificações em Ágil

O valor das certificações em Ágil

Favoritos

Ben Linders, consultor de Ágil e Lean na Holanda, recentemente escreveu uma série de artigos examinando os benefícios de seguir os princípios e comportamentos da Agilidade, buscando a certificação Ágil ou adotando frameworks específicos.

Seu artigo, "Como funciona a verdadeira agilidade", continua gerando discussões on-line. Depois escreveu sobre alternativas as certificações Ágeis e a lógica por trás de uma escolha pessoal, de não buscar nenhuma certificação específica. Uma recente comparação do site Knowledge Hut, de várias certificações ágeis, também parece indicar que as pessoas que se voltam mais à experiência no trabalho tendem a se ter rendas maiores.

Linders, que também escreve para o InfoQ e é autor de vários livros, incluindo "Extraindo valor das retrospectivas ágeis", instigou uma muitas discussões após um post no LinkedIn sobre seu blog, onde fala sobre certificações ágeis. Ele enfatizou que, com as certificações e organizações atuais, participantes em potencial muitas vezes incorrem em tempo e custo, mas fazem pouco para aumentar seu valor geral e impactar suas organizações. Linders escreveu:

Fazer provas e gastar dinheiro com taxas para manter os certificados válidos não me tornará um melhor instrutor, orientador, coach, escritor ou apresentador. Claro, esses certificados e os crachás que aparecem parecem ótimos em apresentações... Mas eles não aumentam o valor do que entrego, que é o que mais importa para mim e para as pessoas com quem trabalho.

Linders, que defende o "juramento de não-fidelidade", escreveu sobre como escolher não se identificar com frameworks específicos ou corpos profissionais ágeis, aumentava sua capacidade de permanecer objetivo como consultor. Ele afirmou que "não é membro da Agile Alliance, da Scrum Alliance, da Scrum.org, da Agile Consortium ou de qualquer outra organização oficial de membros ágeis".

Linders argumentou que as certificações e fidelidade a abordagens específicas muitas vezes podem resultar em uma visão míope do mundo, onde os indivíduos se alinham com abordagens específicas que podem resultar na armadilha de enxergar todos os problemas através das lentes de uma solução específica. Ele escreve:

Vejo muitas pessoas que são certificadas em um método, estrutura ou abordagem específica tendem a pensar que não existem outras soluções. É a abordagem clássica "se tudo que você tem é um martelo, tudo parece um prego". Que geralmente vem com "meu martelo é maior, melhor, mais rápido e mais barato que o seu".

Linders aponta que investiu em uma variedade de aprendizado, qualificações acadêmicas e melhoria contínua, experimentação, ousadia e a experiência de entregar valor real. Ele sugeriu uma lista de alternativas às certificações para avaliar indivíduos, que se concentram mais em suas realizações reais, perfis sociais, entregas e melhor ajuste sob medida. Linders escreveu em seu post recente que:

Fazer um curso de dois dias com um exame para se tornar um CSM pode ajudar você e sua equipe a serem ágeis, mas ser realmente ágil exige muito mais: praticar, experimentar e aprender fazendo.

Linders escreveu que agir de acordo com os princípios do Manifesto Ágil e seus comportamentos resultantes, formam a base de uma curva de aprendizado baseada na experiência, que permite aos indivíduos agregar valor através de sua colaboração e contribuições. Ele escreveu:

A verdadeira agilidade não vem com um certificado. Você não pode aprender em um curso ou fazer um treinamento online. Você tem que viver isso. Tornar-se verdadeiramente ágil, fazendo e aprendendo... É sobre valor entregue por pessoas que têm experiência e se atrevem a experimentar coisas novas!

Em uma artigo intitulado Are Your Tech Certifications Actually Worth the Money? (Suas certificações tecnológicas valem o preço), Nate Swanner, da Dice, investigou recentemente o valor de diferentes certificações. Ele ressalta que, embora, em média, as certificações possam levar a um aumento de 10% nos salários, há pouco que distingue o bom do ruim. Ele observou que existe uma linha tênue entre as certificações que agregam valor e aquelas que são "certificações que apelam para o nosso senso de realização", mas fazem pouco pela empregabilidade. Ele escreve sobre as preferências para resultados demonstráveis ​​de engenheiros:

Independente das certificações tecnológicas que você tenha obtido, ainda defendemos ter uma série de projetos publicados e uma presença no GitHub. Você prova seu valor quando um empregador pode ver seu trabalho.

Nas discussões do Linkedin em torno da crítica das certificações de Linder, os comentários dos gerentes de contratação, treinadores, profissionais e certificados comprovaram o valor da certificação na seleção de candidatos, ensinando uma compreensão dos métodos e fortalecendo o conhecimento existente. Muitos dos comentários reconheceram que é difícil certificar o sucesso na aplicação de conhecimento profundo. Adrian Lander, um dos fundadores da Agnostic Agile, comentou que:

O que é mais difícil de certificar é que o conhecimento está sendo efetivamente e adequadamente aplicado (prática) e o conhecimento mais profundo que está mais implícito ao "corpo de conhecimento" ou um avanço conceitual do mesmo.

A comparação da Knowledge Hut sobre diversas certificações ágeis colocou um valor médio para o salário em relação a cada qualificação. Da amostra pesquisada pela Knowledge Hut, as duas principais certificações de pagamento mais altas, que lideram com uma margem de mais de U$ 8 mil, foram aquelas que tinham um pré-requisito para a prática de trabalho ágil: ICP-ACC (ICAgile-Agile Certified) Coach) a U$ 119.883 por ano e PMI-ACP® (PMI - Agile Certified Practioner) em U$ 123.000 por ano.

Linders escreveu sobre o valor daqueles que cresceram através de um processo de melhoria contínua baseado na experiência, que ele descreve como sendo de maior valor do que as certificações por si mesmos:

O valor vem de alguém que realmente tenta entender seus problemas e fornece várias soluções que podem funcionar, em vez de fingir ter a resposta certa. Quem experimenta, verifica, aprende e melhora.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.