BT

Início Notícias Google Cloud Run é agora GA

Google Cloud Run é agora GA

Favoritos

O Google Cloud Run é uma solução totalmente gerenciada do Google para executar aplicações serverless e em containers. Após 6 meses em beta, o Cloud Run agora é GA, junto com o Cloud Run para o Anthos, que permite executar aplicações Google Cloud Run on premise usando um cluster Google Kubernetes Engine.

O Cloud Run traz o melhor dos containers e serverless juntos. Permitindo que seja escrito código em qualquer linguagem, usando qualquer binário, sem ter que se preocupar com o gerenciamento da infraestrutura.

O Google Cloud Run cuida automaticamente da inicialização e parada de containers que podem receber requests, e apenas fatura dos clientes os recursos realmente usados. Uma vez que os containers são inicializados e parados automaticamente, os aplicativos associados a eles devem ser stateless para poderem funcionar corretamente no Google Cloud Run.

Com base no Knative, aplicações Google Cloud Run podem ser facilmente migradas para qualquer plataforma cloud que suporte serverless, minimizando assim o risco de ficar preso à um único provedor. O Google Cloud Run também pode ser implantado no Google Anthos, que é uma coleção de ferramentas e serviços para gerenciar aplicações Kubernetes no cloud e on premise de uma maneira consistente.

Com Cloud Run for Anthos, os desenvolvedores podem escrever aplicações serverless mais facilmente e implantá-las em um cluster Anthos sem a necessidade de aprender os conceitos do Kubernetes primeiro. O Cloud Run para o Anthos cuida de escalar a instâncias das aplicações.

O Google visa principalmente o Anthos em organizações que desejam fazer a transição de seus aplicativos legados para o cloud. O Google Cloud Run para o Anthos permite que os desenvolvedores construam microservices executanto on premise que conversam com serviços existentes, e migrem os mesmos para o cloud quando estiverem prontos.

Conforme mencionado em nossa cobertura anterior, o Google Cloud Run não é uma solução Function as a Service (FaaS), pois visa executar uma aplicação em um container, ao invés de executar pequenas funções para delegar responsabilidades comuns para uma infraestrutura gerenciada. Além disso, o Google Cloud Run deixa os desenvolvedores livres para escolherem o próprio stack para construir apps, enquanto que plataformas FaaS tendem a limitar o número de opções para os desenvolvedores. Como nota final, o Google Cloud Run usa o gVisor para impedir escalação de privilégios entre container em execução em um mesmo host.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.