BT

Início Notícias QDigest #15 - Deep learning, Microservices, Comic-Con

QDigest #15 - Deep learning, Microservices, Comic-Con

Favoritos

A QDigest é uma newsletter com a curadoria de profissionais brasileiros que atuam no mercado de tecnologia e de desenvolvimento de software nacional e internacional. A ideia é ter conteúdo relevante e que chame a sua atenção, com discussões interessantes e que não cabem no formato tradicional do InfoQ

Olá! Essa semana temos links diversos, e muitos com temas que saem um pouco do nosso padrão de tecnologia de sempre. Bom para espairecer, respirando ares diferentes, seja com retratos hiperrealistas gerados com tecnologia ou na Comic-Con. Mas também temos Deep Learning e microservices sugerir conteúdos e participar das próximas edições da QDigest.

Além disso, indicamos a nossa eMag: Service Mesh: Passado, Presente e Futuro, com textos para ajudar a escolher se, quando e como implantar um service mesh.

Aproveitem a leitura.


Fernanda Wanderley | Cientista de Dados na Neuralmed (Twitter | LinkedIn)

Leonardo Santos | Tech Manager no Nubank (LinkedIn)

  • Diversas pessoas que trabalham com engenharia de software já ouviram o mantra de que microsserviços é a nova forma de criar sistemas e organizar código em produção, mas a realidade é bem diferente do mantra. Neste artigo podemos ver o que exatamente significa organizar o seu sistema seguindo uma arquitetura de microsserviços de uma forma correta, como também descobrimos que a resposta não é tão simples assim. Na realidade, depende de diversos outros fatores que vão além de engenharia.
  • Um dos clássicos problemas de microsserviços é como garantir que uma transação seja realizada de forma atômica, já que agora seu sistema é dividido em diversos serviços. Isso pode ocorrer de diversas formas, mas um clássico exemplo seria sistemas de compras. Neste artigo vemos como o padrão de design SAGA nos ajuda a resolver o problema de transação em sistemas distribuídos.

Robson Santos | Gerente de pesquisa e desenvolvimento no Luizalabs (LinkedIn | Twitter)

  • Como o pintor Rembrantd sairia na selfie? E se Davi, de Michelangelo tivesse sido fotografado, ao invés de esculpido? Para ter essas visões, o fotógrafo holandês Bas Sterwijk utiliza a tecnologia conhecida como generative adversarial network (GAN) para gerar retratos hiperrealistas de figuras históricas famosas usando a plataforma aberta Artbreeder . Vale conferir alguns resultados do trabalho no site DesignBoom.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.