BT

Início Sistemas Distribuídos no InfoQ Brasil

  • Brendan Burns conversa sobre containers e sistemas distribuídos

    O InfoQ conversou com Brendan Burns, autor do livro 'Designing Distributed Systems, Patterns and Paradigms for Scalable Microservices', e falou sobre padrões de sistemas distribuídos e como os containers permitem isso.

  • Fornecendo eventos em um mundo não-confiável

    Exemplos de sistemas event sourcing vêm geralmente de domínios como o e-commerce, os quais são orientados a eventos, com comandos recebidos que geram eventos, e no qual estamos no controle do processo. Lorenzo Nicora recentemente explicou isto na Conferência de Microsserviços µCon London 2017.

  • Arquitetura de eventos e streaming de eventos

    Ao mudar de um sistema monolítico para um distribuído ou microservices, normalmente também mudamos de uma única fonte da verdade em um banco de dados para muitos bancos de dados e muitas fontes. Usar uma arquitetura de eventos e manter todos os eventos como um fluxo pode trazer novamente uma única fonte da verdade, Ben Stopford afirma em uma série de posts sobre eventos, fluxos e Kafka.

  • Os gerenciadores de processos em sistemas baseados em eventos

    Publicar eventos para notificar sobre alterações num domínio mantém domínios diferentes desacoplados entre si, mas se realmente houver um fluxo lógico de eventos isso se torna implícito e difícil de acompanhar. Uma solução melhor é usar um gerenciador de processos (Process Manager) para acompanhar todo o processo, afirmou Bernd Rücker em sua apresentação deste ano na conferência DDD eXchange.

  • Orquestradores distribuídos com uma arquitetura de microservices

    Martin Campbell, especialista em escalabilidade de microservices na DigitalOcean,falou sobre como rodar Orquestradores distribuídos em uma arquitetura de microservices na conferência MicroXchg Berlin de 2017. Ele focou nos problemas encontrados durante o processo de migração, e falou sobre as vantagens e desvantagens dos orquestradores como Kubernetes, Nomad e Mesos.

  • Combinando sql server e hadoop usando polybase

    Com o recente lançamento do SQL Server 2016, podemos utilizar consultas SQL nos ambientes Hadoop e Azure blob storage. Agora, além de não precisarmos mais escrever operações map/reduce, também podemos associar dados relacionais e não relacionais em uma única consulta.

  • Amazon: Microservices e equipes

    O padrão dos microservices está mudando conforme construímos aplicações e a estrutura da equipe é extremamente importante para o sucesso na construção e execução desses microservices, Chris Munns apresentou como os microservices de escala corporativa são construídos no Amazon na conferência I Love APIs 2015.

  • Heron substitui Apache Storm no Twitter

    Recentemente, o processamento de dados em tempo real no Twitter, anteriormente feito pelo Apache Storm, foi substituído por uma nova ferramenta chamada Heron. O Heron oferece até 14 vezes mais vazão e até 10 vezes menos latência para uma topologia de contagem de palavras, além de reduzir a necessidade de hardware em um terço.

  • MemSQL 4: edição comunitária, inteligência geoespacial e integração com o Spark

    A última versão do MemSQL, um banco de dados em memória com suporte para transações e dados analíticos, inclui a nova Community Edition para utilização gratuita por organizações. Essa edição oferece suporte para processamento de dados em memória em tempo real para diferentes formatos como relacional, JSON e dados geoespacial.

  • Apache HBase chega à versão 1.0

    Depois de três previews, seis versões candidatas e mais de 1500 tickets fechados, a fundação Apache anunciou a versão 1.0 do HBase, um dos principais banco de dados NoSQL do ecossistema Hadoop. Depois de mais de 7 anos de ativo desenvolvimento, a equipe por trás HBase sentiu que o projeto tinha amadurecido e se estabilizado o suficiente para justificar uma versão 1.0.

  • Parquet se torna Projeto Apache Top-Level

    O Apache Parquet, formato de armazenamento em colunas de código aberto para Hadoop, recentemente passou de um Apache Software Foundation Incubator para um projeto top-level. Inicialmente, criado pela Cloudera e pelo Twitter em 2012 para acelerar o processamento analítico, o Parquet está agora aberto e disponível para o Apache Spark, Apache Hive, Apache Pig, Impala, MapReduce nativo, etc.

  • Hortonworks obtém certificação no Google Cloud Platform

    Recentemente a Horthonworks anunciou que sua solução para Big Data o Hortonworks Data Plataform (HDP) está certificado no Google Cloud Platform.

  • Cloudera disponibiliza sua nova versão empresarial

    A Cloudera, uma das principais fornecedoras de soluções, suporte e serviços de software com base no Apache Hadoop, recentemente anunciou sua nova versão empresarial, o Cloudera Enterprise 5.3, contendo o CDH 5.3, o Cloudera Manager 5.3 e o Cloudera Navigator 2.2. Com esta nova versão, muitas melhorias foram adicionadas, principalmente relacionadas com segurança envolvendo criptografia.

  • Apache Slider agora se integra ao Hadoop Yarn e Ambari

    O Apache Slider está com uma nova versão (0.60.0) contendo diversas melhorias e correções de bugs. Entre as principais melhorias com relação a versão anterior destaca-se a integração do Apache Slider com o serviço de registros do Apache Hadoop Yarn, agregação de logs, integração com o Apache Ambari, entre outras.

  • O futuro de Microservices

    Têm-se visto um grande movimento em relação à Microservices. No entanto, estas ideias já foram vistas anteriormente e alguns autores afirmam conhecer o futuro desta arquitetura, como Greg Young, na palestra "The Future of Microservices".

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.