BT

Novidades O InfoQ vem desenvolvendo uma série de novas funcionalidades para melhorar sua experiência com o site. Confira!

Escrevendo Novas Linguagens .NET com Irony

por Abel Avram , traduzido por Yan Borowski   em  05 nov, 2009

Irony é um framework criado por Roman Ivantsov e usado para escrever DSLs internas ou novas linguagens inteiras que rodam em .NET, a gramática está sendo escrita em C#.

O estado do Python na JVM

por Craig Wickesser , traduzido por Luiz Fernando Signorelli   em  01 out, 2009

Nos últimos anos tem havido um número crescente de linguagens "portadas" para o Java Virtual Machine (JVM) ou criadas exclusivamente para executar na JVM. Alguns exemplos incluem Ruby (JRuby), JavaScript (Rhino), Groovy e Python (Jython).

Spec# e Boogie Disponíveis no CodePlex

por Jonathan Allen , traduzido por Marcus Rehm   em  02 set, 2009

O código fonte do Spec# está disponível no CodePlex pela Microsoft Research Shared Source License Agreement. Esta licença restringe a utlização para fins não comerciais. E a ferramenta de verificação de código chamada Boogie foi lançada pela Microsoft Public License, a qual está em conformidade com o padrão Free/Open Source.

O .NET Reactive Framework (Rx) possibilita LINQ em eventos

por Abel Avram , traduzido por Marcus Rehm   em  05 ago, 2009

Erik Meijer e Wes Dyer criaram o .NET Reactive Framework (Rx), o complementar matemático ao "LINQ to Objects", que permite a programadores usar LINQ sobre eventos.

CSS mais Limpo com LESS ou Sass

por Werner Schuster , traduzido por Samuel Carrijo   em  31 jul, 2009

CSS é onipresente no desenvolvimento web - mas às vezes é repetitivo. LESS e Sass são linguagens com implementações em Ruby que contribuem na escrita de arquivos CSS melhores.

Auto-implemented Properties no VB e C#

por Jonathan Allen , traduzido por Victor Franzonatto   em  16 jul, 2009

C# adicionou auto-implemented properties na versão 3, mas o Visual Basic foi incapaz de igualar-se naquele momento. Com a iminente release do .Net 4.0, VB avançou nesta área, mas com um toque diferente.

Fazendo o 0 ser igual a 0 no C#

por Jonathan Allen , traduzido por Samuel Carrijo   em  10 jun, 2009

C# não funciona bem com valores boxed numéricos. Diferentemente do Visual Basic, os operadores de comparação numérica como o == não funcionam com tipos boxed, mesmo quando ambos os valores são do mesmo tipo.

Concorrência Declarativa para Ruby utilizando Fluxo de Dados

por Sebastien Auvray , traduzido por Acyr Tedeschi   em  12 mai, 2009

Parte da linguagem Ruby foi influenciada por técnicas de programação funcionais. Assim programadores Ruby adotaram técnicas das linguagens Erlang ou Haskell, ou criaram pontes para elas, ex. Erlectricity.

Mais sobre o suporte para aspectos de linguagem dinâmica no C#

por Jonathan Allen , traduzido por Carlos Mendonça   em  07 mai, 2009

O Mads Torgersen apresenta mais detalhes sobre a palavra reservada dynamic no C# e como ela foi concebida. Incluso estão alguns designs alternativos que foram eventualmente descartados para dar lugar à palavra reservada dynamic.

C#/VB Paridade no .NET 4

por Jonathan Allen , traduzido por Felipe Vargas Rigo   em  04 mai, 2009

No PDC 2008, a Microsoft prometeu paridade entre as linguagens Visual Basic e C#. O que isso significa para o .NET 4 foi enumerado durante o keynote Lang.NET(marca de 18 minutos). Brevemente, isso é o que você pode esperar pra ver.

Apresentação: Evoluindo a Linguagem Java

por Dave West , traduzido por Ricardo Almeida   em  29 abr, 2009

Neal Gafter discute como evoluir uma linguagem sem causar perturbação usando mudanças planejadas para JDK7 (superpackages, closures, anotações nos tiposs, type inference, manipulação de exceções, e self types) como um exemplo. Ele examina como as mudanças são condicionadas pelas escolhas de desing da linguagem pré-existente, e discute sua influência no design da API.

Será que ainda está cedo para falar de legados C++ e Java.

por Abel Avram , traduzido por André Faria Gomes   em  24 abr, 2009

Recentemente Bruce Eckel escreveu em seu blog sobre legados deixados pelo C++ e Java, seu texto gerou muitas reações. Enquanto mencionava sobre erros de design, ele concluiu que ambas as linguagens tiveram um papel significante na evolucão das linguagens de programação e um importante e positivo legado. Mas será que ainda está cedo para falar de seus legados?

Concurrent Basic – Uma Linguagem Declarativa para Concorrência baseada em Mensagens

por Jonathan Allen , traduzido por Carlos Mendonça   em  27 mar, 2009

A linguagem Concurrent Basic representa um possível futuro para o Visual Basic. Apesar de ser baseada no trabalho feito em linguagens de pesquisa derivadas do C# como o Polyphonic C# e o C-Omega, ela foi baseada no Visual Basic por sua predisposição inerente em ser utilizada para programação declarativa. Esta sintaxe é até mesmo inspirada nos VB’s event handlers declarativos do VB.

O que faz valer a pena aprender Haskell para aplicações do mundo real

por Sadek Drobi , traduzido por Felipe Rodrigues   em  16 fev, 2009

Um dos co-autores do livro Real World Haskell, John Goerzen, fala em uma recente entrevista para O’Reilly sobre purity, laziness, recursividade e muitos outros temas que fazem valer a pena aprender Haskell mas também pode ser uma fonte de relutância para pessoas que vem de orientação a objetos ou programação imperativa.

LINQ e Tipagem Dinâmica

por Jonathan Allen , traduzido por Douglas Masson   em  18 dez, 2008

A maior característica do C# 3 foi à tecnologia LINQ. Com o C# 4, parece que a tipagem dinâmica vai roubar a cena. Mas você pode usá-los juntos?

BT