BT

Novidades O InfoQ vem desenvolvendo uma série de novas funcionalidades para melhorar sua experiência com o site. Confira!

Perguntas e respostas sobre o livro SAFe Distilled

| por Ben Linders Seguir 9 Seguidores , traduzido por Eduardo Kuwakino Seguir 0 Seguidores em 28 set 2017. Tempo estimado de leitura: 13 minutos |

Pontos Principais

  • O livro SAFe Distilled é dirigido a todos seus praticantes, e também a líderes e executivos envolvidos com SAFe, ou transformações lean-agile de forma geral.
  • O Manifesto Ágil vem progredindo com ágil escalado e SAFe. Seus valores e princípios têm sua importância renovada na construção de grandes sistemas.
  • Os blocos de construção básicos do SAFe são: empoderamento, times ágeis auto-gerenciáveis, e equipes-de-equipes-ágeis.
  • O SAFe é uma estrutura configurável que pode atender as necessidades de todas as empresas. O SAFe provê orientação em todos os níveis envolvidos no desenvolvimento de soluções de uma organização - equipes, programas, fluxo de valor, e portfólio.
  • As lideranças têm papel fundamental na transformação lean-agile. Elas também lideram um processo escalado de "melhoria inexorável" através de atividades e mentalidade somente com esse propósito.

O livro SAFe Distilled quebra a complexidade deste framework em explicações fáceis de entender e orientações para ações. É um material para adquirir profundo entendimento do Scaled Agile Framework, e como implementá-lo com êxito.

Leitores do InfoQ podem fazer download de uma amostra do SAFe Distilled (em inglês).

O InfoQ entrevistou Richard Knaster e Dean Leffingwell sobre a visão do SAFe ao escalar o Ágil, sobre como empresas aplicam o SAFe, como é visto o Manifesto Ágil quando aplicado em escala, o que pode ser feito para empoderar equipes e suportar tomadas de decisão locais, como podemos estimar e prever sistemas grandes e complexos, como atingir sucesso com transformação ágil, e o que pode ser feito para manter melhoria contínua nas empresas.

InfoQ: O que os levou a escrever este livro?

Richard Knaster: Essa é uma boa pergunta Ben e, interessante, temos ouvido-a mais e mais frequentemente. Escrevemos esse livro para ajudar pessoas e empresas a terem êxito em um mundo que está mudando mais rápido que nunca. As coisas estão mudando tão rapidamente que as pessoas não têm tempo de refletir, melhorar e responder rapidamente aos avanços tecnológicos para serem verdadeiros atores na economia digital de hoje. E mesmo que elas acompanhem essas mudanças, geralmente não sabem como nem o quê deve ser mudado. O site do SAFe é excelente, no entanto, ele foi desenhado para consumo sob demanda, para acessos aleatórios, para aqueles que precisam de informações no momento em que estão fazendo seus trabalhos. Você precisa ler diversos artigos e pular de um ao outro para entender o SAFe a partir de nossa base de conhecimento. O livro quebra a complexidade do framework e cria uma história integrada com explicações fáceis de entender e orientação prática. Mas todos sabemos que transformação organizacional é difícil, pois requer a adoção de novos comportamentos, novos estilos de liderança, novas práticas e nova cultura. SAFe acelera a transformação lean-ágil com o novo roteiro de implementação, introduzido no SAFe Distilled, que guia as empresas em cada passo do caminho. E porque SAFe é um grande framework, dedicamos um capítulo inteiro para destacar os dez elementos principais para atingir o máximo de seus benefícios.

Dean Leffingwell: SAFe é uma extensa base de conhecimento on-line para pessoas construírem os mais importantes sistemas do mundo. Não é um framework trivial, porque os sistemas construídos com SAFe também não são triviais. Mas uma base de conhecimento é apenas isso - uma base de conhecimento - e como tal, não conta uma história ou se auto-sumariza. Com o objetivo de ter uma melhor compreensão do total escopo e aprofundamento do SAFe, queríamos proporcionar um guia menor e legível que compila todo o conhecimento para que praticantes pudessem ter um melhor entendimento do que é o SAFe, que princípios o constroem, que práticas provê, e finalmente, como implementá-lo.

InfoQ: A quem este livro é direcionado?

Leffingwell: Executivos técnicos, líderes, gerentes e praticantes que querem construir sistemas maiores e melhores, mais rapidamente, e aqueles que querem aplicar as últimas e mais atuais abordagens no desenvolvimento de soluções - as quais se aplicam as práticas lean e ágil em escala empresarial.

Knaster: Este livro é dirigido a diversos públicos. Ele ajuda líderes e executivos a entenderem o caso de negócios do SAFe: seus benefícios, os problemas que resolve, e como orientar uma transformação lean-ágil em escala. Ele ajuda gerentes a entender seus novos papéis como líderes lean-ágil, empoderar equipes a construir sistemas melhores ao aprender, exibir e instruir os princípios, mentalidade e pensamento sistêmico do lean-ágil do SAFe. O livro ajuda equipes ágeis a aprender como entregar valor mais rápido, com qualidade e melhorar o fluxo de trabalho para atingir melhores resultados de negócio. E o mais importante, ele ajuda os leitores a entender o que é SAFe, porque as empresas precisam dele e como aplicar seus princípios, práticas e valores.

InfoQ: Qual é a visão SAFe ao escalar o ágil?

Knaster: O SAFe combina o poder do ágil com o desenvolvimento de produto lean e pensamento sistêmico para escalar. Ele cria alinhamento entre estratégia e execução do portfólio às equipes ágeis e vice-versa. Os blocos de construção básico da escalabilidade do SAFe são os Trens de Lançamento Ágil (ARTs - Agile Release Trains). Um ART é essencialmente um programa ágil que contém de cinco a doze equipes ágeis que estão colaborando entre si, como uma única equipe, por uma missão, visão e programa de backlog comuns.

Ao construir uma solução que requer a contribuição de centenas - até mesmo, milhares - de pessoas, basta lançar mais trens e coordená-los a seguir os mesmos padrões e papéis similares utilizados para coordenar múltiplas equipes. Planejamentos cara-a-cara e demonstrações de sistemas integrados garantem colaboração, alinhamento e adaptação rápida. ARTs constroem e mantém um canal de entrega contínua usado para desenvolver e entregar regularmente pequenos incrementos de valor. ARTs provém abordagens comuns e consistentes de experiência de usuário através de princípios e práticas lean UX. Utilizando uma abordagem dirigida a construir-medir-aprender com hipóteses para o desenvolvimento de novas funcionalidades - ARTs são feitas para continuamente mover inovação. Outra característica de escalabilidade é a abordagem DevOps do SAFe, o CALMR (Culture, Automation, Lean Flow, Measurement and Recovery). Além disso, o valor só é alcançado quando a solução é disponibilizada no mercado ou ambiente de produção. DevOps é a chave para atingir escalabilidade e rápido fluxo de valor.

Leffingwell: Como agilistas, acreditamos firmemente que "nada atinge uma equipe ágil", exceto uma "equipe-de-equipes-ágeis" trabalhando por uma missão comum e unificada. SAFe foi lançado no cenário do paradigma básico de equipes ágeis auto-gerenciáveis e multifuncionais. Qualquer um que tenha participado de uma dessas equipes sabe dos benefícios. Porém, equipes ágeis não escalam sozinhas. Não começamos a "escalar o ágil" ou a "construir um framework", ao invés disso, queríamos simplesmente ajudar às pessoas a construir sistemas maiores e desfrutar dos benefícios do desenvolvimento ágil. Isso se desenvolveu em um framework completo.

InfoQ: Quais são os níveis do SAFe, e como costumam ser aplicados nas empresas ágeis?

Leffingwell: Certo, há três ou quatro, depende como você conta! O nível das equipes e programas é apenas um, uma equipe-de-equipes-ágeis, conhecida como um Trem de Lançamento Ágil (ART - Agile Release Train). Mas continuamos estruturando-as em dois níveis: Equipe e Programa, pois as preocupações diferem e é mais fácil de organizar e entender orientações dessa forma. Esses níveis constituem o que chamamos de 'SAFe Essencial' (Essential SAFe), uma de quatro possíveis configurações.

  • +1 adiciona o nível de Portfólio que se preocupa com estratégia e investimentos, fluxo de portfólio e pensamento lean startup, programa de orientação ágil e governança lean.
  • +1 adiciona o nível de Grandes Soluções, que provê orientação para pessoas construírem sistemas realmente grandes.

Knaster: SAFe orienta todos os níveis da organização que estão ativamente engajadas no desenvolvimento de soluções - equipes, programas, fluxo de valor, e portfólio - através de um elemento de fundação principal e uma paleta de expansão. O framework configurável do SAFe fornece orientação suficiente para as necessidades de um produto, serviço ou organização. Empresas podem começar simplesmente com SAFe Essencial, e ainda ter a capacidade de crescer conforme suas necessidades evoluem com o tempo, como a adição de portfólio e níveis de grandes soluções como o Dean descreveu acima.

InfoQ: Como é visto o Manifesto Ágil quando aplicado em escala?

Knaster: O "Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software" desencadeou uma dramática e completamente nova maneira de pensar e trabalhar para os desenvolvedores de software. No entanto, a maioria desses princípios podem também ser aplicados ao desenvolvimento de grandes e integradas soluções, que contém ambos, hardware e software. O que aprendemos em nossas implementações do SAFe e de nossos alunos dos cursos de SAFe é que o manifesto realmente escala. Vamos pegar um exemplo: Princípio 11 do Manifesto diz, "As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de times auto-organizáveis.". Enquanto a maioria das pessoas concordam com esse princípio, isso depende de como você monta uma equipe e como você define o sujeito e escopo das decisões. Decisões locais são geralmente melhores. Sendo assim, é parte do princípio 9 do SAFe - descentralizar tomadas de decisão. No entanto, o princípio também fornece um racional econômico para algumas decisões que são mais eficientes quando centralizadas. O ponto é que o manifesto continua tão relevante hoje quanto era quando foi escrito. Temos sorte de tê-lo, e isso tem papel crítico ao escalar com SAFe.

Leffingwell: É sempre um exercício divertido que fazemos em aula. A maioria das equipes determina que os valores e princípios do manifesto são muito mais importantes quando construímos grandes sistemas. Por exemplo, quem pode dizer que 'software trabalhando', 'cadência sustentável', 'comunicação cara-a-cara', 'simplicidade', 'bom design', etc não se aplicam quando construímos sistemas grandes e críticos? Na verdade são ainda mais importantes. E sim, sempre haverá nuances como "aceitar mudanças de requisitos" (imagine dias antes do lançamento de um satélite, por exemplo), ou quem sabe "mais que documentação abrangente" (imagine que é você que irá pra cadeia caso os documentos regulatórios não forem enviados). Mas SAFe depende do ágil, e do manifesto para um grande número de práticas e benefícios. Pode nos considerar como grandes fãs do documento de 2001. Você não consegue implementar SAFe sem acreditar no sistema de valores do manifesto.

InfoQ: O que pode ser feito para empoderar equipes e apoiar tomadas de decisão locais?

Leffingwell: Tudo se resumo a uma nova forma de pensar lean-agile sobre a liderança. Isso inclui um entendimento do lean e do fluxo de desenvolvimento do produto, bem como um comprometimento com o Manifesto Ágil. Não existe um remédio para o líder internalizar isso, é uma jornada, não um destino. Educando-se em desenvolvimento lean e ágil, e comprometimento com o aprendizado por toda a vida, é a única resposta pra isso. SAFe sempre começa com treinamento para liderança, pois, como o Demin citou, "somente gerenciamento pode mudar o sistema".

Knaster: Entregar valor no menor tempo de espera sustentável requer tomada de decisão descentralizada. Qualquer decisão que deve ser escalada para níveis mais altos de autoridade introduz um atraso na entrega. Com isso, decisões escaladas podem diminuir a eficiência das decisões, por causa da falta de informação local, mais as mudanças que podem ocorrer durante esse intervalo. O princípio 9 do SAFe é a chave para possibilitar tomada de decisões descentralizadas. Sua abordagem é centralizar as decisões que não são frequentes, perduram mais e fornecem economia significante em escala. Todas as outras decisões deveriam, de forma geral, ser descentralizadas. Um outro ponto é que todos devem ser líderes para conseguir o melhor das pessoas. David Marquet, capitão aposentado de submarino e autor, sumariza isso bem em seu livro "Turn the Ship Around". Ele cita: "Liderança não é para selecionar alguns para o topo. Em organizações altamente eficazes há líderes em todos os níveis" e minha favorita: "Mantenha o controle e crie seguidores. Dê o controle e crie líderes."

InfoQ: Como podemos estimar e prever sistemas grandes e complexos?

Leffingwell: Estimativa e planejamento ágil são baseados em história, não em quebrar estruturas. Ainda assim, grandes sistemas devem ser decompostos em grandes partes para o trabalho ser estimado. Equipes fazem isso no SAFe utilizando épicos, funcionalidades e histórias, utilizando pontos por história (story points) como moeda única. Não é muito preciso, é mais assertivo no geral! É uma grande descoberta quando as pessoas aprendem como podem estimar e planejar melhor em ágil escalado, e então podem tentar com métodos tradicionais.

Knaster: Não há bola de cristal para estimar sistemas grandes e complexos. Estimar é adivinhação e não podemos nos sobrecarregar com planos com excesso de detalhes, enganando nós mesmos que quanto mais preciso o plano mais preciso e seguido ele será. como o Dean mencionou antes, SAFe fornece mecanismos para estimar e planejar que se mostram mais confiáveis que os tradicionalmente aplicados.

InfoQ: Qual seu conselho para atingir sucesso com a transformação ágil?

Leffingwell: Transformações como essas, triunfam apenas quando os líderes verdadeiramente lideram. Como Deming citou: "eles devem saber o que devem fazer.".

Knaster: Não poderia concordar mais com o que Dean disse sobre o papel dos líderes na transformação ágil. Na minha experiência, líderes são os únicos e mais importantes determinantes de sucesso. Implementando transformações, como mudar para uma nova forma de trabalho lean-ágil, é um esforço significativo para qualquer empresa e carrega riscos subtanciais. Temos um mantra simples que geralmente resulta em sucesso: "Treine todo mundo e lance trens.". Essa frase pode ser extremamente esmiuçada, é memorável e é a base para o "Roteiro de Implementação" inicialmente introduzido em nosso livro. Esse roteiro descreve uma série de doze passos, ou 'movimentos críticos' que uma empresa pode fazer para assegurar uma ordenada, confiável e bem sucedida implantação de SAFe. Esse roteiro complementa o trabalho seminal de John P. Kotter e endereça cada um de seus oito passos para mudança na liderança.

InfoQ: O que pode ser feito para sustentar melhoria contínua nas empresas?

Knaster: Melhoria contínua começa com a mudança de mentalidade, em que cada pessoa da organização é dedicada a melhorias inexoráveis e melhores resultados. Melhorias inexoráveis é um dos pilares da Casa SAFe de Lean, em que líderes lean-ágil fornecem um contínuo senso de urgência para mudanças e melhorias, e exibe o mesmo em suas ações e comportamentos. Retrospectivas individuais da equipe e eventos de inspecionar e adaptar Trens de Lançamento Ágil (ARTs - Agile Release Trains) e fluxos de valor são as pedras fundamentais para melhorias inexoráveis. Com isso, SAFe fornece uma variedade de possíveis métricas lean, bem como planilhas de auto-avaliação para cada um dos níveis SAFe. Há muitas outras formas do SAFe incentivar mudanças inexoráveis. Por exemplo: Treinamento avançado em Scrum Masters e treinar engenheiros a incorporar práticas de qualidade, implementando um centro de excelência lean-ágil e comunidades de práticas, estabelecendo o gerenciamento de um portfólio lean-ágil e RH ágil, fluxo de valor, e assim por diante.

Leffingwell: "Melhorias inexoráveis" é um dos pilares da Casa SAFe de Lean, e assim, essencial para a mentalidade de todos. Práticas específicas explicam bem isso. POr exemplo, em adição às retrospectivas de iteração da equipe podemos fazer oficinas de Inspeção e Adaptação do SAFe de larga escala após todo incremento de programa. É um evento planejado e significativo em que as equipes e gerentes se reúnem e fazem uma verdadeira análise de causa raiz e plano de ações corretivas de qualquer problemas que estejam enfrentando. Eles saem de cada reunião com uma lista de ações que constróem diretamente no backlog do programa para os próximos dias de evento de planejamento. A forma como melhorias inexoráveis é algo programado, inspeção e adaptação é como a retrospectiva de equipe com esteróides.

Sobre os Autores do Livro

Richard Knaster é autor, SAFe Fellow e Consultor Chefe no Scaled Agile, Inc. Possui mais de 30 anos de experiência em desenvolvimento de software em papéis que abrangem de desenvolvedor a executivo, e tem se envolvido em desenvolvimento lean-ágil por aproximadamente duas décadas.

 

 

Dean Leffingwell é autor, empreendedor serial, e metodologista de desenvolvimento de software, é amplamente reconhecido como autoridade líder no desenvolvimento de software. É criador do Scaled Agile Framework, e autor de diversos livros sobre desenvolvimento de software.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT