BT

Martin Fowler vê um Degelo no Pensamento Congelado de Armazenamento de Dados

por Abel Avram , traduzido por Douglas Masson em 26 Nov 2008 |

Um recente post no seu blog, Martin Fowler,um famoso líder da área de software, previu que um aquecimento global está descongelando os banco de dados da terra.. O mundo está preso usando banco de dados RDBMS e é chegado o tempo de avaliar a viabilidade da utilização do RISC RDBMS ou documentos XML nos bancos de dados.

Durante muitos anos, o banco de dados RDBMS dominou o mundo. Houve um tempo quando a OPP fazia sua própria programação e foram criadas esperanças de que o OO poderia afetar até mesmo os bancos de dados. Depois de notar falhas nos bancos de dados ODBMS, Martin expressa sua opinião sobre o motivo das falhas: “seu [RDBMS] domínio é menor devido ao seu papel na gestão de dados do que o seu papel na integração”. E explica seu ponto de vista:

Hoje para muitas organizações, o principal padrão para integração é Shared Database Integration - onde múltiplas aplicações são integradas usando um banco de dados comum. Quando você tem estes IntegrationDatabases, é importante que todas essas aplicações possam facilmente pegar esses dados compartilhados - dai o importante papel do SQL. O papel do SQL como a mais padronizada das linguagens de querytem sido fundamental para o domínio dos bancos de dados.

A internet está mudando o cenário oferecendo novas soluções de integração:

O aquecimento dos espaços dos bancos de dados vem da presença de alternativas de integração - em especial o aumento dos web services. Sob várias perspectivas há um movimento crescente para aplicações conversarem umas com as outrasvia documentos de texto (em sua maioria XML) sobre HTTP. A web, tanto na forma de internet ou de intranet, tornouseu modelo de integração ainda mais predominante do que o SQL. Isso é bom, pois eu nunca gostei da abordagem de múltiplas aplicações ficarem altamente acopladas através de um banco de dados em comum - você não pode violar mais o encapsulamento do que isso.

HTTP afetará a maneira como os bancos de dados são usados, de acordo com Martin:

Se você mudar seu protocolo de integração do SQL para HTTP, isso significa agora que pode mudar seu banco de dados de IntegrationDatabases para ApplicationDatabases. Esta mudança é profunda. Na primeira etapa ele suporta uma abordagem muito mais simples para o mapeamento do objeto relacional - tais como a abordagem do Ruby on Rails. Mas, além disso, quebra o vício de aderir ao modelo de dados relacional. Se você integra através do HTTP já não importa mais como o aplicativo armazena seus próprios dados, por sua vez significa que uma aplicação pode escolher um modelo de dados que satisfaça as suas próprias necessidades.

Enquanto Martin não acha que o RDBMS vai desaparecer a qualquer momento, ele indica possíveis alternativas a serem usadas:

    • Drizzle é uma forma de banco de dados relacional, mas um que evita as maquinaria dos produtos relacionais modernos. Eu penso nisso como um RISC RDBMS - suportando apenas o básico do conjunto de funcionalidades do modelo relacional.
    • Couch DB é uma das muitas formas de incursão para um modelo de chave-valor distribuído. Embora bruscamente seja um modelo simples de dados (nada mais do que um hashmap) este tipo de abordagem tornou-se bastante popular nos websites de grande volumes.
    • Gemstone foi um dos vários bancos de dados orientados a objetos, e eu acho a combinação Gemstone-Smalltalk um ambiente de desenvolvimento muito poderoso (superior à maioria dos seus sucessores). Gemstone ainda está no mercado como um player de nicho, mas pode ganhar mais força.
    • Maglev - um projeto que traz sua abordagem (essencialmente uma fusão entre banco de dados e virtual machine) para o mundo do Ruby.

Martin cuidadosamente conclui que RDBMS não estão desaparecendo e "são a escolha certa para muitas situações". Seu blog sugere que dado o aumento das opções hoje em dia, "desenvolvedores de aplicação devem pensar sobre qual é a opção correta para suas necessidades. Como projetos não relacionais crescem em popularidade e maturidade, cada vez mais pessoas irão atrás de outras opções." O que você acha?

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.