BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

SpringSource abraça Groovy e Grails com a aquisição da G2One

por Scott Delap , traduzido por Felipe Rodrigues em 11 Nov 2008 |

SpringSource anunciou hoje a aquisição da G2One , a empresa por trás e Grails Groovy. Direto do comunicado de imprensa:

... Com a aquisição da G2One, a SpringSource vai agora oferecer suporte empresarial global para os desenvolvedores e TI e operações que utilizam Grails e Groovy em sua aplicações ... “Como o Spring, Groovy tornou-se um poderoso elemento nas infra-estrutura das aplicações atuais, impulsionada pela adoção em massa dos desenvolvedores em todo o mundo” disse Rod Johnson, CEO da SpringSource. "A combinação das forças do Spring com a G2One não vai apenas acelerar a inovação, mas também agregar ao suporte global 24x7 da SpringSource, oferecendo apoio ao número crescente de empresas que adotam Groovy no centro das suas aplicações."...

InfoQ sentou com o CEO da SpringSource, Rod Johnson e com o CTO da G2One, Graeme Rocher para discutir a aquisição. Johnson começou dizendo que Grails e Groovy são tecnologias nas quais a SpringSource acredita e por isso faz sentido investir. A SpringSource tem notado um crescimento significativo nas linguagens dinâmicas, com o número de downloads de Grails aumentando em 10x nos últimos 12 meses. Em termos de como o negócio surgiu, os dois indicaram que o interesse mútuo existe já há algum tempo e que a aquisição permitira trabalhar mais perto do que se só uma parceria tivesse ocorrido. Johnson passou a referir-se que ele está animado para levantar o perfil do Grails, assim como ser capaz de integrar Groovy / Grails em toda a linha de produtos da SpringSource em tecnologias tais como SpringSource dm Server. Rocher disse que ele espera que o Grails e Groovy possam tirar vantagem da experiência da SpringSource na construção de ferramentas na plataforma Eclipse. Além da entrevista com o InfoQ, Johnson também publicou um post no blog sobre a aquisição intitulado "More Weapons for the War on Complexity". No post ele comentou sobre porque Groovy, em vez de JRuby:

"... Há muito falatório em torno de Ruby on Rails. Grails - naturalmente, beneficiando da experiência de Ruby on Rails - oferece os mesmos benefícios, mas sem os numerosos e graves impedimentos para uso corporativo que enfrentam em RoR. Com Grails, você pode usufruir do desenvolvimento rápido de aplicações (RAD) e programação em uma linguagem dinâmica sem necessidade de jogar fora todo o seu investimento em middleware Java; sem a necessidade de usar chamadas ineficazes para WebServices para falar com as funcionalidades codificadas em Java; sem perder os benefícios do sofisticado mapeamento O/R; sem o risco de bater com um muro em escalabilidade e capacidade corporativa; sem adotar uma linguagem de programação pouco familiar para todos os seus códigos... "

Finalmente, a empresa tem publicou uma FAQ sobre a aquisição. Entre os destaques estão o fato do Spring e Groovy/Grails permanecerão utilizando a licença Apache.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.