BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

Google quer substituir o Microsoft Exchange com um Plug-in para o Outlook

por Abel Avram , traduzido por Marcelo Marques em 22 Jun 2009 |

O novo plug-in Google para Microsoft Outlook permite substituir o servidor Exchange pelo Google Apps, dando ao usuário a mesma experiência de uso do Outllok, mas com uma significativa redução de custos pelo uso da infra-estrutura do Google.

O plug-in permite sincronização instantânea de e-mail, calendário e contatos entre o Outlook e a interface web do Gmail/Calendar. Contatos adicionados através do Gmail aparecem no Outlook e eventos configurados no calendário do Outlook aparecem online no Google Calendar.

O protocolo IMAP anteriormente usado pelo Outlook para acessar contas Gmail, e considerado lento para grandes bases de usuários, foi substituído pelo Google Offline considerado muito mais rápido. A instalação e configuração do plug-in é um processo de "2 cliques". Os usuários nem notam que não estão mais usando o Exchange.

Robert Rudy, CIO da Avago  – uma empresa com faturamento de US$ 7 bilhões e 4,100 usuários - estima que o Google Apps custe 1/6 de uma instalação similar do Exchange economizando então US$ 1,6 milhões ao ano e ficando entre os premiados pelo “2009 CIO 100 Winners“. O plug-in teve outro efeito : o número de empregados da Avago usando Outlook caiu de 39% para 12% em 4 semanas trocando pelo Gmail. A Genentech, maior cliente Google Apps, tem 20.000 empregados usando o plug-in para o Outlook.

O Google está oferecendo as edições Premier e Education. A edição Premier custa US$50/usuário por ano, incluindo 25 GB de armazenamento, pesquisa instantânea, 99.9% de disponibilidade, acesso móvel, Google Vídeo, Google Sites, além do Gmail, Docs e Calendar. Empresas com menos de 50 usuários podem pleitear a versão gratuita com propagandas. Atualmente, o Google possui 1 milhão de empresas usando Google Apps e a grande maioria delas está usando a versão gratuita.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.