BT

Particione seu Backlog para Quilometragem Máxima

por Vikas Hazrati , traduzido por Fernanda Stringassi de Oliveira em 07 Ago 2009 |

Os Backlogs estão sob críticas constantes há algum tempo. Mary Poppendieck sugeriu que o product backlog seja eliminado se não está satisfazendo o objetivo desejado. Semelhantemente,  Jeff Patton sugeriu que backlogs enxutos falham em transmitir uma visão de alto nível do sistema. Ele sugeriu o uso de um mapa de histórias como alternativa . Além disso, para dar mais sentido para o backlog, Serge Beaumont sugeriu um interessante modo de particionar o backlog o qual mapeia para um fluxo e faz com que o backlog tenha sua existência respeitada.

De acordo com o Serge,o fluxo do “estar preparado” envolve o trabalho do product owner para selecionar NOVAS histórias, deixá-las no estado de PREPARADAS, e então a equipe poderá começar a trabalhar nelas e processá-las até o estado de PRONTAS.

Flow to READY

Serge sugeriu particionar o backlog nas 4 áreas abaixo para manter o fluxo consistente.

  1. itens que estão no Sprint atual,
  2. itens que estão Preparados, ,
  3. itens que você está preparando, e
  4. o restante: novas coisas.

“Novas" e "Preparadas" são buffers priorizados, "Preparando" e "No Sprint" são Trabalho-Em-Progresso.

Partition Backlog

  • Buffer priorizado: Novo – O product owner ainda não começou a trabalhar nestes itens. Este é um excelente momento para praticar uma triagem e se livrar daqueles itens que parecem adicionar pouco valor. Esta lista precisa ser priorizada com base na experiência de negócio, avaliação dos benefícios, urgência de negócio, etc.
  • Trabalho-Em-Progresso: Preparando – Esta é a lista principal onde o PO gasta grande parte do tempo tentando deixar o item no estado PREPARADO. De acordo com Serge, este é o momento onde o PO precisa puxar as coisas com base em sua capacidade. Esta partição também refletiria a velocidade do product owner. O PO precisa perguntar questões e solicitar respostas para cada item do backlog para então refiná-lo e deixá-lo no estado PREPARADO.
  • Buffer priorizado: Preparado – O buffer PREPARADO precisa ter uma lista priorizada com 1.5 – 2 iterações de conteúdo de trabalho para que a equipe possa pegar itens adicionais para a iteração se eles terminarem mais cedo. Serge mencionou que ter mais do que 2 iterações de conteúdo de trabalho no buffer de PREPARADO constituiria desperdício.
  • Trabalho-Em-Progresso: No Sprint – Estes são os itens do backlog que estão sendo implementados no sprint atual.

Portanto, a quebra do backlog em 4 áreas o alinha bem com o fluxo de transformar o item do estado NOVO em PREPARADO e PREPARADO em PRONTO. Isto também ajudaria na redução de acúmulo em qualquer uma das partições e cada partição seria capaz de obter itens baseando-se na capacidade da equipe e do product owner.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.