BT

A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ!

Use SOAP para Gerenciar Máquinas Windows Remotamente

| por Jonathan Allen Seguir 197 Seguidores , traduzido por Yan Borowski Seguir 0 Seguidores em 06 nov 2009. Tempo estimado de leitura: 1 minuto |

A note to our readers: As per your request we have developed a set of features that allow you to reduce the noise, while not losing sight of anything that is important. Get email and web notifications by choosing the topics you are interested in.

O Gerenciamento Remoto do Windows, maior parte do Windows Management Framework, oferece um caminho baseado em padrões para gerenciar computadores remotamente, com o Windows XP ou posterior, remotamente. Também conhecido como WinRM, é baseado em diversos padrões e tecnologias importantes.

O início foi o WS-Management Protocol. Esta especificação foi desenvolvida em conjunto por 13 empresas, incluindo a AMD, Dell, Intel, Microsoft e Sun Microsystems e liberado sob as circunstâncias favoráveis da Distributed Management Task Force. Além de SOAP, esta especificação também é baseada em protocolos Web Service WS-Transfer e WS-Enumeration.

O próximo componente, que deve ser conhecido, é o venerável Windows Management Instrumentation. WMI era padrão no Windows 2000, mas o suporte era voltado ao Windows 95. Desde que o WimRM gira em torno do WMI, aprender WMI é fundamental para a compreensão WinRM.

Enquanto os desenvolvedores estão interessados na interface WS-Managament SOAP, administradores de sistema irão, em sua maioria, encontrar ferramentas de linha de comando mais úteis. Uma opção é o velho Windows Remote Shell, que permite a um enviar comandos, um por um, para uma máquina remota. Uma alternativa muito mais interessante é PowerShell 2.0. O PowerShell faz parte dos planos estratégicos da Microsoft para bater frente a frente com o Linux no mercado de servidores, oferecendo poderosas ferramentas de linha de comando para todos os seus produtos de servidor.

Tanto o Windows Remote Management 2.0 quanto o PowerShell 2.0 estão sendo liberados no Windows Management Framework. Além destes componentes, o Windows Management Framework também inclui o BITS 4.0.

Background Intelligent Transfer Service (BITS) da Microsoftwas foi originalmente incluído no Windows XP, em 2001. Desde então vem agindo discretamente como o núcleo de tudo, desde atualizações automáticas do Windows Update até softwares modernos, tais como o RSS Bandit, EVE Online e Google Gears. BITS 4.0 adiciona um servidor de arquivos HTTP / HTTPS stand-alone para transferir, de forma assíncrona, arquivos grandes entre computadores.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT