BT

A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ!

Alfresco anuncia o Activiti Project, uma Engine BPM com licença Apache 2

| por Josh Long Seguir 3 Seguidores , traduzido por Andrew Kurauchi Seguir 0 Seguidores em 25 mai 2010. Tempo estimado de leitura: 3 minutos |

A note to our readers: As per your request we have developed a set of features that allow you to reduce the noise, while not losing sight of anything that is important. Get email and web notifications by choosing the topics you are interested in.

A Alfresco Software, criadora do principal sistema open source de gerenciamento de conteúdo corporativo (enterprise content management - ECM) anunciou na segunda-feira o seu projeto open source Activiti Business Process Managment (BPM), liderado pelo criador do jBPM, antigo líder do jBoss jBPM e autoridade em BPM Tom Baeyens. Joram Barrez, também um antigo membro da equipe jBPM, se junta a ele como desenvolvedor do núcleo do Activiti. A Alfresco há muito incorporou o jBPM em sua oferta de produtos e continuará a apoiar o seu avanço. Finalmente, a Alfresco também vai incluir o Activiti em lançamentos futuros.

O Activiti é um novo projeto open source com licença Apache 2 que oferece uma engine BPM leve, embarcável com suporte a BPMN 2.0. No mercado BPM, há muitas especificações que - discutivelmente - nunca ofereceram liderança em todos os problemas principais resolvidos por uma engine BPM ou de fluxo de trabalho. BPEL é frequentemente criticada por prover um modelo em tempo de execução muito limitado para processos mais complexos. Mais confusamente, BPMN 1.0 emergiu e especificou um conjunto muito rico de símbolos para descrever processos, mas não especificou uma semântica de execução, como o BPEL fez. Muitos vendedores queriam criar ferramentas BPMN que utilizassem BPEL, mas isso foi insustentável, já que o BPEL não podia descrever muitas coisas que podiam ser desenhadas em BPMN.

Muitas engines foram felizes em oferecer alternativas, incluindo o jBPM. O jBPM fornece uma sintaxe XML proprietária mais simples chamada jPDL que poderia ser escrita à mão e facilmente incorporada a aplicações.

O Activiti assume um compasso diferente, escolhendo ao invés de adotar BPMN 2.0, que especifica tanto a semântica de execução, quanto a descrição visual de um processo. Isso habilita um ambiente de qualidade, simples e round-trip friendly tanto para analistas de negócio quanto para engenheiros lidando com a representação em tempo de execução de um processo. Assim como jBPM (e, de fato, qualquer projeto bem planejado) o Activiti desacopla o modelo de processo da linguagem e assim é possível escrever outras linguagens de processo sobre o modelo. Diferentemente do jBPM, o Activiti não possui um formato proprietário, exigindo uma tradução confusa para utilizar BPMN 2.0: BPMN 2.0 é o formato nativo.

O Activiti é acompanhado de um modelador visual (chamado Activiti Modeler) que pode ser usado para modelar diagramas muito sofisticados. O BPMN 2.0 também é razoavelmente compacto e conveniente. Entretanto, em alguns aspectos é um pouco mais verborrágico do que o jPDL e então foi introduzido o suporte a "shortcuts". Esses "shortcuts" são traduzíveis para BPMN 2.0 válido e portanto não representam extensões proprietárias.

O Activiti é leve e facilmente integrável com aplicações existentes, que naturalmente se encaixa aos objetivos do framework Spring. Além de suportar BPMN 2.0, é possível especular sobre outros possíveis usos para uma engine de fluxo de trabalho: Spring Web Flow descreve fluxos de trabalho em termos de navegação, Spring Batch descreve fluxos de trabalho para processar batch pipelines, Spring Integration "infere" estados de processo a partir de eventos, etc. SpringSource escolheu Dave Syer, líder do projeto Spring Batch, para representar a comunidade Spring na equipe Activiti, com a intenção de levar BPMN aos usuários de Spring.

Desenvolvedores que gostariam de começar deveriam olhar o 10 Minute Tutorial, e quando quiserem aprender mais, deveriam consultar o Activiti User Guide. O projeto está sendo desenvolvido autonomamente - à parte da Alfresco, mas visando construir a sua própria comunidade.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT