BT

Rackspace abre o código da sua plataforma de Cloud Computing

por Abel Avram , traduzido por Pedro Mariano em 20 Jul 2010 |

A Rackspace liberou disponibilizou, sob a licença Apache 2.0, o código fonte da sua plataforma de cloud computing como parte da iniciativa A NASA também está contribuindo com o projeto oferecendo o NASA Nebula Cloud Platform.

A Rackspace anunciou a criação do projeto OpenStack, uma iniciativa com o objetivo de oferecer soluções open source para cloud computing. O primeiro componente da plataforma é um foi um o código fonte de um banco de dados baseado no Rackspace's Cloud Files (que foi disponibilizado). O segundo componente é baseado na engine de computação denominada NASA Nebula e na tecnologia Cloud Servers da Rackspace, que será disponibilizado ainda este ano. O Cloud Files é uma solução para armazenamento de dados acessível via uma API RESTful, enquanto o Cloud Servers é uma tecnologia que disponibiliza imagens virtuais do Linux baseados no Xen Virtualization. O NASA Nebula é um serviço de cloud computing que oferece serviços de infra-estrutura para os cientistas da NASA, incluindo a habilidade de processar uma grande massa de dados científicos.

O OpenStack é para aqueles que desejam criar suas próprias soluções de cloud com a intenção de ter acesso privado ou para fornecer serviços para outros usuários. Sendo considerada uma plataforma IaaS, o OpenStack vêm para competir com o Amazon e com o Windows Azure, ao invés do Salesforce.com ou Google.

A Rackspace organizou um evento chamada OpenStack Design Summit do dia 13 a 16 de Julho onde diversos técnicos, desenvolvedores e parceiros participaram com o intuito de apresentar o código e estabelecer um roadmap. Um representante da RighScale comentou sobre o processo para definir os requisitos desse roadmap:

Apesar do fato de terem 40 pessoas técnicas discutindo sobre detalhes de arquitetura, Rick Clark [Arquiteto Chefe e Líder do projeto Rackspace] conseguiu reunir os requerimentos de uma forma aberta, muito parecida com a que foi utilizada na conferência sobre o design do Ubuntu, ele esta familiarizado com isso visto que ele foi um dos líderes do projeto Ubuntu Server. O processo foi bastante convidativo porém está totalmente focado em lançar a primeira versão no fim do ano, o que fez com que idéias mirabolantes não fossem acatadas de primeira mão. Eu espero ver uma grande quantidade de empresas contribuindo com o código do projeto.

Mais de 25 companhias, incluindo Citrix, Dell, NTT Data, RightScale, AMD, e Intel, irão apoiar e contribuir com o projeto seja através de idéias arquiteturais, código, ou até mesmo como soluções para o negócio.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.