BT

Experimente a nova interface visual do InfoQ! Veja o novo design do InfoQ 3.0 e nos diga o que você achou.

Eclipse Mylyn tornou-se um projeto top level

| por Alex Blewitt Seguir 4 Seguidores , traduzido por Lucas Souza Seguir 0 Seguidores em 29 set 2010. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

O projeto Eclipse Mylyn foi promovido a projeto top level sob a bandeira ferramentas de Aplicação de Gerencimento de Ciclo de Vida (embora o nome Mylyn seja mantido como o nome curto). Existe um project charter que explica os propósitos no ecossistema.

O que isto representa para a maioria dos usuário do Eclipse Mylyn é (diretamente) muito pouca diferença. Mylyn ainda continuará sendo desenvolvido pelo mesmo conjunto de commiters de antes, e fornecerá os mesmos tipos características que são usados atualmente. Ser um projeto Eclipse Top Level é realmente um sintoma da estrutura do projeto dentro Eclipse neste momemto, que possuí dois níveis para organização dos projetos, como os projetos Eclipse JDT e PDE, e as ferramentas CDT e PDT.

Mylyn levou algum tempo para encontrar sua casa, tendo chegado por um fase de incubação, passou pela fase de tecnologia e só então como projeto de ferramentas, até que conseguiu seu lugar no top level. (A maioria dos projetos estão na área de Tecnologia ou projetos de ferramentas, e a escolha é totalmente arbitrária e na maioria dos casos complemente invisível para os usuários e commiters do projeto.) Primeiramente, a divisão é baseada no CVS ou no SVN, que se tornará discutível afim de migrar os projetos para o Git e jogar fora a atual estrutura de repositórios.

Como parte da reorganização, o Mylyn está criando alguns projetos de segundo nível de sua propriedade. Isto é realmente apenas um reparticionamento dos módulos já existentes do Mylyn, com o EGit e os conectores CVS sendo parte do projeto Mylyn/SCM, Bugzilla e os conectores Trac como parte do projeto Mylyn/Tasks e Mylyn/Context, que constitui a base das interfaces do usuário que trouxe ao Mylyn sua popularidade inicial.

Portanto, o Mylyn não permaneceu parado ao longo dos anos e está diversificando. O componente WikiText do Mylyn, feito originalmente para criar relatórios de bugs de uma forma amigável, foi desmembrado para um projeto separado, onde uniu forças com um editor baseado em RichText. O Mylyn também está ampliando sua integração com o Hudson, que inclui a capacidade de ler a saída do console e pegar testes que falharam no servidor tão facilmente como testes que falham localmente.

Finalmente, o Mylyn está estabelecendo uma forma de fornecer uma interface para sistemas de review, com plano inicial de fornecer um simples sistema de review baseado no Mylyn-Task, bem como se encaixar em sistemas de review existentes.

Para mais informações, veja a entrevista com Mik Kersten e o project charter.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
BT