BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

O OpenJDK será a Implementação de Referência do Java SE 7; Estatuto foi ratificado

por Charles Humble , traduzido por Leonardo Galvão em 30 Jun 2011 |

O estatuto do OpenJDK foi ratificado – com 70 votos a favor, nenhum contra e nove abstenções. Embora isso represente um importante marco para o o projeto OpenJDK, que foi construído a partir de um esforço iniciado pela Sun Microsystems em 2007, deve-se destacar que os 61 votos positivos foram de funcionários da Oracle. Além disso, 46 pessoas com direito a voto não o expressaram.

Esboços do estatuto têm gerado críticas. Simon Phipps, que já foi executivo-chefe de open source na Sun, atribuiu ao primeiro draft uma nota de -3 numa escala de -10 a 10, citando uma série de problemas, especialmente a forma como o conselho de governança é construído. O conselho tem cinco membros: um presidente, indicado pela Oracle, um vice-presidente indicado pela IBM, o líder do projeto OpenJDK, também indicado pela Oracle, e dois membros eleitos. O conselho atual inclui Mark Rheinhold e Adam Messinger (ambos da Oracle), Jason Gartner (IBM), além de dois membros independentes: Doug Lea (conhecido por seu trabalho em concorrência no Java), e Mike Milinkovich, diretor executivo da Fundação Eclipse. Como Simon Phipps destacou, membros importantes do Projeto OpenJDK como as empresas RedHat, Google e Apple não foram incluídos. As questões levantadas não foram resolvidas neste draft final do estatuto. Quanto a isso, Mark Rheinhold, arquiteto-chefe do grupo da plataforma Java na Oracle, escreveu no seu blog:

Nem todos estão completamente satisfeitos com a atual versão do estatuto, mas meu sentimento baseado em conversas recentes é que muitos concordam que este é um começo funcional e um alicerce sobre o qual se pode construir mais confiança no futuro.

O OpenJDK ganhará cada vez mais importância, já que será a Implementação de Referência do Java SE 7 quando a versão 7 da plataforma for lançada em julho. Os binários da implementação serão disponibilizados tanto sob a BCL (a licença normal do Java), para implementadores comerciais; e sob a GPLv2 (com exceção Classpath), para implementadores open source. A Oracle continuará fornecendo o TCK para licenciados comerciais, mas também atualizará a licença OCTLA de modo que cubra o Java SE 7. A licença OCTLA dá acesso ao TCK para implementadores open source, possibilitando que verifiquem suas implementações – contanto que essas implementações sejam derivadas do OpenJDK e licenciadas sob a GPL (o Apache Harmony, é claro, não atende a nenhum desses critérios).

A mudança no OpenJDK permitirá que implementadores open source estudem e avaliem o código-fonte, o que tem sido historicamente difícil, desde quando o JDK da Sun era usado como implementação de referência. Também remove um ponto gerador de confusão, dado que o JDK da Sun continha uma série de funcionalidades que não faziam parte do padrão, como o Java plugin.

O estatuto entrará em vigor em meados de julho, seguindo o plano de transição delineado no Apêndice B do documento.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Bugs Antigos by Fernando Ribeiro

Agora temos mais uma razão para cobrar a Oracle da migração dos (muitos!) bugs do antigo tracker da Sun para o Bugzilla do OpenJDK.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

1 Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.