BT

Kinect SDK: Muito além dos jogos

| por Vinicius Quaiato Seguir 0 Seguidores em 28 jun 2011. Tempo estimado de leitura: 3 minutos |

Em abril, a Microsoft anunciou antecipadamente o SDK oficial para o Kinect no evento MIX11, mostrando algumas das funcionalidades que estariam presentes na primeira versão do SDK, como a captura de áudio e imagens e o skeletal tracking. Dia 16 de junho, quase exatamente dois meses depois, foi liberada a primeira versão do SDK (ainda em beta), já trazendo uma quantidade extensa de recursos para os desenvolvedores.

O lançamento do Kinect teve grande impacto na indústria dos games, possibilitando o controle de jogos (e futuramente de sistemas em geral) através de gestos e movimentos corporais, utilizando a Natural User Interface, ou Interface Natural com Usuários. A NUI permite a interação com dispositivos, computadores e aplicativos, sem intermediários físicos como teclado, mouse ou joystick. 

O Kinect, que se acopla ao console de jogos XBox da Microsoft, chegou a quebrar recordes de vendas e está registrado no Guinness como dispositivo de consumo com vendas mais rápidas da história (133 mil unidades por dia nos seus primeiros 60 dias no mercado).

Dentre as funcionalidades na primeira versão do SDK, está o acesso à NUI API. Responsável pela captura de informações do sensor do Kinect, a NUI API possibilita trabalhar com streams de informações provenientes do sensor, incluindo acesso a dados de cores, de profundidade e de segmentação.

Os dados de cores capturados pela câmera podem ser usados para constituir imagens detalhadas do ambiente. Com as informações de profundidade é possível recuperar o posicionamento de objetos sendo capturados pela câmera e utilizar essas informações em softwares, por exemplo solicitando à API que informe a distância de um objeto X em relação a um objeto Y. A API de de Player Segmentation permite verificar se há pessoas à frente do sensor, e identifica e segmenta as ações realizadas (como o movimento do corpo).

A Skeletal API, outra das APIs liberadas nesta versão do SDK,  fornece informações mais detalhadas sobre cada um dos usuários posicionados em frente ao sensor. Identifica um conjunto de skeletal points, ou "pontos de esqueleto", tornando possível a obtenção de informações de posicionamento mais precisas sobre a localização de mãos, braços, ombros, cabeça, pernas, pés etc. A figura abaixo (extraída do portal MSDN) mostra os pontos identificados.

Desde o seu lançamento, e muito antes da existência de SDKs, os desenvolvedores começaram a usar o Kinect para controlar aplicações de vários tipos. Entre os muitos "hacks", estão a captura e a renderização de imagens, em que imagens capturadas pelo sensor do Kinect são enviadas para um software que as processa em tempo real. Isso torna possível realizar ações como a identificação de intrusos, o escaneamento de objetos em três dimensões, entre muitas outras possibilidades. 

É possível ainda o controle de softwares através de gestos (no estilo Minority Report), e a movimentação de objetos físicos como cadeiras motorizadas e até mesmo helicópteros. Nesses casos, as informações colhidas pela câmera do Kinect são utilizadas para permitir a manobra de objetos, controlando parâmetros como direção e velocidade. A informações obtidas pelo dispositivo são repassadas para um software e transformadas em instruções para operar motores acoplados aos objetos. 

Outro exemplo de uso do Kinect: durante o keynote do evento  MIX11, Jonathan Fay, arquiteto de software da Microsoft, mostrou a interação do Kinect com o WorldWide Telescope, que possibilita utilizar o computador como uma espécie de telescópio virtual (disponível em vídeo).

Hacks como esses eram criados por curiosos que aproveitavam o fato de o Kinect ser ligado no XBox através de uma porta USB e os dados trafegarem sem criptografia. Com isso, surgiram alguns SDKs não-oficiais para manipulação e controle do Kinect, facilitando o desenvolvimento de aplicações integradas ao dispositivo. Detalhes sobre vários hacks existentes e notícias sobre o que a comunidade tem criado em volta do Kinect podem ser conferidos no site Kinect Hacks.

Com a disponibilização do SDK oficial, a Microsoft reconhece oficialmente que as possibilidades de uso do Kinect vão muito além dos seus jogos. Para fazer o download do SDK acesse a página de downloads do site do Kinect SDK, onde há uma documentação com exemplos de uso e informações sobre as APIs disponibilizadas.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT