BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

JRebel 4.0: nova versão do plugin que reduz tempos em redeployment

por Kostis Kapelonis , traduzido por Michel Graciano em 11 Jul 2011 |

A ZeroTurnaround lançou uma nova versão do seu plugin para a JVM (máquina virtual Java), que permite ver em ação alterações no código de aplicações de forma instantânea, sem a exigência do redeployment completo.

O JRebel tem como objetivo liberar o desenvolvedor Java dos longos redeployments de aplicações, oferecendo uma solução similar ao HotSwap, mas sem tantas limitações. O plugin permite também o recarregamento de recursos diferentes de arquivos Java que compõem um aplicação web moderna. Em uma conversa com o InfoQ, o Diretor de Tecnologia (CTO) da ZeroTurnaround, Jevgeni Kabanov, falou sobre algumas ideias desta nova versão.

InfoQ: O mecanismo básico de recarregamento é o mesmo da versão 3.0 do JRebel ou o plugin foi modificado significativamente?

Internamente, o produto sofreu mudanças importantes, que beneficiam o desempenho e a facilidade de uso. Por exemplo, a flag "-noverify" deixa de ser necessária; há também melhorias no mecanismo de depuração e no suporte a outros recursos a serem implementados no futuro. 

Diferentemente do JRebel 3, a versão 4 foi completamente implementada utilizando os serviços de instrumentação disponíveis a partir do Java 5. Esta é uma solução conhecida e utilizada em várias outras ferramentas e produtos desta categoria.

InfoQ: Como o JRebel 4 utiliza esta API de instrumentação? Seu uso significa que agora funciona apenas com o Java 5 em diante?

O JRebel foi e ainda é compatível com Java 1.4, portanto não é estritamente dependente da presença da API de instrumentação. Entretanto, no JRebel 4 fazemos uso da API de instrumentação, quando disponível, para reduzir perdas de desempenho e simplificar várias operações.

Um aspecto completamente novo na versão 4 é a capacidade de recarregar componentes EJB em tempo de execução e realizar a injeção de novos beans usando a anotação @EJB. Além disso, há melhor suporte a classes anônimas e o número de plugins no JRebel aumentou de modo a cobrir vários frameworks populares, incluindo o Seam 2.x. Existe ainda um plugin para o Eclipse oferecendo integração dentro do IDE.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.