BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

PostgreSQL e Neo4J vão para a nuvem

por Abel Avram , traduzido por Adalberto Zanata em 07 Fev 2012 |

O banco relacional PostgreSQL e o banco NoSQL baseado em grafos Neo4J,estão entre os mais recentes repositórios de dados a trilharem o caminho rumo à nuvem. Já é possível executar instâncias com Postgres no AWS e acessar o Neo4J a partir do Heroku.

PostgreSQL

A EnterpriseDB, fornecedora de serviços baseados em PostgreSQL, anunciou a disponibilização do Postgres Plus Cloud Database (PPCDB) na forma de um DaaS (Banco de Dados como Serviço). O serviço oferece o PostgreSQL 9.1 e o Postgres Plus Advanced Server 9.0, na Amazon AWS, em instâncias virtuais previamente configuradas, conhecidas como AMIs.

O OpenStack, projeto de computação em nuvem baseado em IaaS (Infraestrutura como Serviço) e idealizado pela Rackspace em parceria com a NASA, terá suporte ao PostgreSQL na nuvem e será usado pelo CloudBees e o Cloud Services da HP. Outro fornecedor interessado no serviço é a Engine Yard, um provedor de PaaS (Plataforma como Serviço) focado em deployment e gerenciamento de sistemas Ruby on Rails e PHP.

O Postgres Plus Cloud Database disponibiliza uma interface web para instalar e gerenciar instâncias isoladas ou clusters de bancos de dados Postgres na nuvem, além de oferecer autodimensionamento, balanceamento de carga para leitura e gravação, replicação binária, fail-over, autoprovisionamento, armazenamento elástico, clonagem de banco de dados e backups automatizados.

O Postgres Plus Advanced Server tem compatibilidade com a Oracle, permitindo aos desenvolvedores executarem a maior parte das instruções SQL do Oracle em um banco de dados Postgres.

O custo de uma instância do PPCDB na Amazon é semelhante à de uma instância do MySQL.

Neo4J

O banco de dados NoSQL Neo4J também está indo para a nuvem. Além de melhorias como o mecanismo de consultas Cypher, um painel de administração para web, aperfeiçoamentos no kernel e uma atualização do Lucene, o Neo4J 1.6 agora pode ser acessado a partir do Heroku, através de um add-on (em beta) que oferece uma interface RESTful.

Há vários clientes REST para Neo4J que permitem utilizá-lo a partir de diferentes linguagens, incluindo.NET, Python, PHP, Ruby e Java. Os add-ons do Heroku permitem estender as funcionalidades básicas e se conectar a serviços externos. Esta última é a forma que Neo4J é acessado do Heroku.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.