BT

A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ!

Visual Studio 11: Melhorias em testes unitários e novo Fakes Framework

| por Roopesh Shenoy Seguir 0 Seguidores , traduzido por Elemar Jr. Seguir 0 Seguidores em 19 abr 2012. Tempo estimado de leitura: 1 minuto |

A note to our readers: As per your request we have developed a set of features that allow you to reduce the noise, while not losing sight of anything that is important. Get email and web notifications by choosing the topics you are interested in.

O Visual Studio 11, a próxima versão do IDE da Microsoft, facilitará o desenvolvimento de testes de unidade. Entre as melhorias estão um explorador para testes (nos moldes do Solution Explorer), além da facilidade para a execução dos testes em todos os builds. O VS11 traz ainda uma ferramenta para cobertura de código mais eficiente, o suporte para frameworks de terceiros (como o NUnit) e o novo VS Fakes Framework.

Como reportado recentemente no InfoQ.com, o VS11 irá suportar múltiplos frameworks de testes. Além disso, há diversas melhorias no MSUnit e no suporte para execução de testes no Visual Studio de forma geral. Veja os detalhes nas mudanças em testes:

  • O novo (e melhorado) Unit Test Explorer apresenta indicadores como 'Red Green Bar' e oferece a busca por tokens (permitindo, por exemplo, mostrar somente testes que falharam), permite a reordenação dinâmica dos testes e traz mais detalhes nos indicativos de falhas e no stack trace;
  • Melhorias no MS-Test, como otimização em desempenho, multi-targeting e testes de unidade assíncronos;
  • O VS Fakes Framework traz os conceitos de Stubs e Shims (interceptadores para métodos em tempo de execução). Shims são especialmente interessantes pois permitem a substituição de qualquer implementação existente de métodos, com uma nova implementação personalizada. Existe uma documentação sobre Shims no MSDN.
  • O Code Coverage foi simplificado: não há mais necessidade de fazer configurações para gerar as informações de cobertura de código.

Há algumas funcionalidades que ainda não estão disponíveis na versão beta do Visual Studio 11, mas que estarão disponíveis na versão final. Destaques são a inicialização mais rápida e o suporte ampliado para agrupamento e ordenação no Unit Test Explorer. Peter Provost escreveu um artigo detalhando todas essas novas funcionalidades.

Além disso, certas funcionalidades de testes do VS 2010 estão sendo "descontinuadas". Entre elas estão Test Lists, Private Accessors, Test Impact e o assistente Generate Unit Test. Testes legados que usam essas funcionalidades continuarão funcionando no VS 11. Entretanto, não será possível criar novos testes que as usem. A justificativa é que todas essas funcionalidades passaram a ter substitutas superiores na versão 11.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT