BT

Desafios enfrentados na migração de aplicações para a nuvem

por Abel Avram , traduzido por Leandro Luque em 05 Jun 2012 |

Uma pesquisa da Cisco mostra o nível atual e a tendência de migração para a nuvem, juntamente com os principais desafios enfrentados por tomadores de decisão da área de TI associados a essas operações.

A pesquisa "Cisco Global Cloud Networking Survey" (PDF) apresenta os resultados de um levantamento feito com mais de 1.300 tomadores de decisão da área de TI de 13 países, com o objetivo de compreender alguns dos desafios associados à migração de aplicações de negócios para plataformas privadas ou públicas na nuvem.

Quando perguntados sobre qual aplicação moveriam para a nuvem caso pudessem fazer apenas uma escolha, os entrevistados responderam: armazenamento (25%), ERP (20%), E-mail (16%), e colaboração (15%). Mas quando se tratava das aplicações já na nuvem ou a serem movidas ao longo do ano seguinte, 77% disseram E-mail, 74% - armazenamento, e 72% - colaboração, mensagens instantâneas e conferência web. Além disso, gerentes de TI com migrações em andamento disseram que decidiram não mover certas aplicações, muito embora gostariam de fazê-lo: E-mail (60%), armazenamento (59%), Desktops virtuais (55%).

No que diz respeito aos desafios para uma migração de sucesso, os participantes citaram: disponibilidade/confiabilidade de aplicações (67%), segurança baseada em dispositivo (66%), e desempenho de aplicações na nuvem (60%).

De acordo com a pesquisa da Cisco, apenas 5% das organizações migraram pelo menos metade das suas aplicações para a nuvem, mas esse número irá aumentar para 20% no fim do ano.

A maioria dos profissionais de TI estimam que a implantação na nuvem levará menos de 6 meses, sendo que a migração para nuvens privadas exige mais tempo que para as públicas.

Quanto aos fatores de infraestrutura mais importantes na migração para a nuvem, 37% citaram uma rede apropriada para a nuvem, 28% mencionaram um data center [centro de dados] virtualizado, enquanto 21% disseram que estavam mais interessados em um SLA (acordo de nível de serviço) adequado do provedor do serviço de nuvem.

Em relação à pergunta "Por que migrar para a nuvem?", 52% dos entrevistados disseram que a decisão lhes foi imposta pela empresa ou pelo CIO [Diretor de Tecnologia] para reduzir custos, aumentar produtividade e agilidade, enquanto 41% disseram que estavam seguindo a tendência definida pela indústria, e 30% o fazem porque isso foi exigido pelos seus clientes.

Em comparações bem humoradas, um grande número de participantes (39%) disse que preferia "fazer um tratamento de canal, cavar uma vala, fazer o próprio imposto de renda" do que lidar com os desafios de uma migração para a nuvem. Além disso, 27% disseram que têm mais conhecimento em "como jogar Angry Birds - ou como trocar um pneu reserva" do que em como migrar a rede de uma empresa ou aplicações para a nuvem. E 24% não veem qualquer possibilidade de migrar para a nuvem nos próximos 6 meses.

Um infográfico da Cisco apresenta os principais resultados da pesquisa de uma forma mais concisa e visualmente agradável.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.