BT

Nova instância do AWS traz 2 terabytes em discos SSD

por Eder Ignatowicz em 23 Jul 2012 |

A Amazon Web Services lançou recentemente uma nova e aguardada categoria de serviço de IaaS (Infraestrutura como Serviço) no EC2, denominada High I/O. Esse novo tipo de instância provê aos usuários do serviço acesso aos discos SSD, mais rápidos, e é destinada a aplicações que exijam baixa latência de acesso a disco e maior desempenho na nuvem.

No post de lançamento, Jeff Barr, evangelista da Amazon Web Services, resume o público-alvo e os objetivos:

Aplicações modernas web e mobile usualmente são dependentes de altas taxas de I/O e precisam armazenar e recuperar uma grande quantidade de dados [...] Além disso, é necessário que tais operações sejam realizadas da forma mais rápida possível, para responder a cliques e gestos em tempo real.

Jeff Barr destaca como exemplo de aplicações que se beneficiariam especialmente deste serviço, os bancos de dados NoSQL Cassandra e MongoDB.

O primeiro membro da nova família de instâncias EC2 (haverá outros no futuro) é a High I/O Quadruple Extra Large (hi1.4xlarge na API da EC2). A instância é composta de 8 núcleos virtuais, totalizando 35 ECU (EC2 Compute Units), suporte a virtualização HVM ou PV, 60.5 GB de RAM, Ethernet de 10 GB por segundo e 2 TB de armazenamento local SSD, fornecido em dois volumes de 1 TB cada.

Os discos SSD aumentam muito o desempenho; para 4 mil leituras aleatórias, utilizando PV, é possível realizar 120 mil IOPS (operações de I/O por segundo). E através de HVM ou Windows é possível atingir 90 mil IOPS. A velocidade de escrita em discos SSD é variável, pois depende de fatores como fragmentação e espaço livre. Mas o desempenho é ordens de grandeza maior.

Para 4 mil escritas aleatórias, através da virtualização PV é possível alcançar entre 10 mil e 85 mil IOPS (de 9 mil a 75 mil utilizando HVM). Como comparação, um disco rígido (não SSD) de alta performance de 15 mil RPM alcança 175 a 210 IOPS para acesso aleatório.

Werner Vogels, CTO da Amazon, aponta que um dos principais gargalos de aplicações de alto desempenho são relacionados a restrições de I/O em seus modelos de persistência (tanto relacionais quanto soluções NoSQL).

Um benchmark externo favorável das novas instâncias da Amazon foi apresentado pelo Netflix e ilustra as vantagens da utilização do Cassandra em discos SSD. Resumidamente, utilizando as novas instâncias hi1.4xlarge, é possível alcançar o mesmo throughput, pela metade do preço da abordagem utilizando instâncias m2.4xlarge (de alta performance mas sem SSD). No exemplo estudado, a latência média de leitura foi reduzida de 10ms para 2.2ms.

As novas instâncias High I/O Quadruple Extra Large custam de $0.621 a $0.931 por hora e podem ser alocadas nas regiões US East e EU West da Amazon EC2. A Amazon planeja disponibilizar essas instâncias para outras regiões da AWS até o final deste ano.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.