BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

HTTP 2.0 tem sua primeira versão publicada

por Dio Synodinos , traduzido por Marcelo Costa em 03 Dez 2012 |

Os editores da especificação HTTP publicaram um projeto inicial da versão 2 que é uma cópia direta do SPDY e será usado como base de comparação daqui para frente. Muitas mudanças são aguardadas como, por exemplo, a adição de novos recursos, substituindo os já existentes. Uma versão inicial de um projeto pronto para implementações de teste está previsto para ser publicado no início do próximo ano.

O HTTP 2.0 está sendo desenvolvido pela Hypertext Transfer Protocol Bis (httpbis) grupo de trabalho do IETF sendo a primeira versão nova desde a versão 1.1 (RFC 2616), desde 1999.

As metas para o HTTP 2.0 incluem:

  • Multiplexação assíncrona - permite requisições paralelas e respostas assíncronas, o oposto ao pipelining que é vinculado a várias requisições - respostas ao mesmo tempo,
  • Compressão de cabeçalho, e
  • Requisição-resposta em pipelining.

Um dos objetivos principais também é manter a compatibilidade com a semântica do HTTP 1.1.

O SPDY é um protocolo compatível com o HTTP, lançado pelo Google, que funciona nos navegadores Chrome, Opera, Firefox e na plataforma Amazon Silk.

Um dos gargalos das implementações HTTP é o fato de basear-se em múltiplas conexões para prover concorrência. O HTTP Pipelining pode ajudar, mas apenas atinge parcialmente a multiplexação necessária. Aliás, o pipelining provou-se não implantável nos navegadores existentes, devido à interferência intermediária existente onde muitos navegadores não suportam este recurso ou que não habilitam por padrão o uso dessa tecnologia. O pipelining permite múltiplas solicitações por meio de uma única conexão sem que seja necessário esperar por uma resposta.

O SPDY adiciona uma camada de framing - exibição de uma ou mais páginas web ou elementos de mídia na mesma janela do navegador - para multiplexar vários streams simultâneos por meio de uma única conexão. A camada de framing é otimizada para o HTTP como um stream de requisição e resposta, de forma igual às aplicações que executam sobre o protocolo HTTP.

O SPDY oferece quatro melhorias em relação à versão atual do HTTP:

  • Requisições multiplexadas;
  • Requisições priorizadas;
  • Cabeçalhos compactados;
  • Envio de informações ao navegador sem a necessidade de requisições (push no servidor).

O SPDY procura preservar a semântica existente no protocolo HTTP, assim, funcionalidades como cookies, ETags entre outras, continuam disponíveis.

Muitas das abordagens arquiteturais no SPDY (como a multiplexação) foram exploradas anteriormente pelo grupo de trabalho W3C HTTP-NG, mas foram interrompidas em 1998.

O InfoQ Brasil tem acompanhado a evolução do HTTP 2.0 e seu conteúdo está disponível em nossas notícias aqui e aqui.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.