BT

H.265: o futuro da codificação de vídeos?

por Abel Avram , traduzido por João Talles em 11 Fev 2013 |

A International Telecommunications Union (ITU) anunciou a aprovação da recomendação ITU-T H.265 ou ISO/IEC 23008-2, que é a base para um novo padrão de codificação de vídeos. O padrão sucede o popular H.264, utilizado atualmente por 80% dos vídeos no mundo, de acordo com própria ITU. O novo padrão também é chamado de "codificação de vídeo de alta eficiência" (da sigla em inglês, HEVC). Seu desenvolvimento começou em meados de 2004, logo depois que o padrão H.264/MPEG-4 AVC foi aprovado.

O padrão H.265 promete suporte ao formato 8k Ultra-High-Definition (UHD 8192 x 4320), utilizando menos da metade da banda que o H.264. Isso torna o novo padrão especialmente útil para a distribuição de vídeos para dispositivos móveis, onde geralmente a conexão a internet é limitada. Por outro lado, como o HEVC utiliza processamento paralelo para codificação dos vídeos, espera-se uma exigência maior de recursos que a do padrão H.264.

Apesar de diversas empresas, como Broadcom, Cyberlink, Ericsson, Mitsubishi e outras, já terem implementado dispositivos para demonstração com o padrão H.265, ainda levará alguns anos para o que a nova tecnologia seja aceita e adotada.

Patentes são um possível problema. A empresa MPEG LA, detentora do conjunto de patentes do padrão H.264, prometeu que vídeos em H.264 disponibilizados via internet gratuitamente estarão livres de pagamento de royalties para sempre - mas quem sabe o que acontecerá com o padrão H.265?

O Google propôs o padrão WebM em 2010, um novo padrão de codificação baseado no VP8 livre de pagamento de royalties, que foi incluído no Chrome com a intenção de substituir o H.264; Mozilla e Opera também incluíram suporte ao WebM. Entretanto, o padrão H.264 continua dominante. A MPEG.LA exigirá royalties para conteúdo gratuito ou não? Só o futuro dirá. Enquanto isso, o padrão H.264 permanece como o único padrão de codificação com ampla adoção, e o H.265 provavelmente seguirá o mesmo caminho.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.