BT
x Por favor preencha a pesquisa do InfoQ !

Novo Radar de Tecnologias da ThoughtWorks: Mobile e Big Data em destaque

por Aslan Brooke , traduzido por Marcelo Costa em 04 Mar 2013 |

O mais recente relatório Radar de Tecnologias da ThoughtWorks concentra-se em plataformas móveis, análises de Big Data, arquiteturas simples, ambientes reproduzíveis, e persistência de dados bem construída. Segundo o relatório, no futuro as interações com o consumidor serão principalmente por meio de plataformas móveis. Outra tendência reportada é a forma como plataformas de computação na nuvem confiáveis ​​permitirão que análises de Big Data se tornem mais acessíveis.

Também é destacada a necessidade de arquitetos criarem arquiteturas simples por meio de tecnologias intercambiáveis e de alta qualidade, e sugere que se deve encorajar equipes a criar ambientes reprodutíveis para colher benefícios em visibilidade, rastreabilidade, confiabilidade e escalabilidade resultantes. Além disso, engenheiros de software são incentivados a usar bancos de dados NoSQL para modelar domínios com facilidade.

As tecnologias recomendadas para adoção estão alinhadas com a presença crescente de plataformas móveis nas mãos dos consumidores. Além disso, sistemas de retaguarda estão adotando tecnologias de bancos de dados de grafos, que podem facilmente representar domínios complexos e distribuídos:

Bancos de grafos armazenam informações na forma de nós interconectados arbitrariamente, ligados por relações nomeadas, ao invés de tabelas e junções

Segundo o relatório, os sistemas de retaguarda serão capazes de capturar o máximo possível de dados, para realizar análises avançadas em larga escala, usando recursos de computação em nuvem de baixo custo:

Utilizando uma gama de novas tecnologias, por exemplo coletores de dados NoSQL, frameworks de MapReduce e clusters de servidores independentes e comoditizados, hoje temos o poder necessário para fazer uso eficaz de técnicas de inteligência artificial, análise semântica, mineração de textos e análise quantitativa.

Por outro lado, o relatório da Thoughtworks marca certas tecnologias como "em espera", por não funcionarem bem em ambientes de entrega contínua, criando fragilidades:

Ferramentas para automação de navegadores web, como o Selenium, têm incentivado o uso amplo de testes automatizados por meio de navegadores. Embora esses testes continuem tendo seu lugar em um portfólio de testes, a maioria das equipes considera que executar muitos testes no navegador leva a testes lentos e frágeis.

Uma parte das recomendações reforça diretamente as melhores práticas do movimento DevOps, entre elas a automatização do deploy e da infraestrutura com código em combinação com ferramentas de gerenciamento de configuração. Por exemplo, o Chef ou Puppet, permitem a gestão eficiente de grandes quantidades de servidores. Servidores imutáveis ​​tornam-se especialmente importantes com grandes quantidades de servidores autodimensionáveis (por exemplo servidores escaláveis AWS).

O relatório cita que o uso de integração contínua na nuvem já está pronto para uso, desde que os projetos que se sujeitarem a esse tipo de tecnologia sejam capazes de identificar seus potenciais benefícios e que estejam preparados para gerenciar os riscos existentes nesta abordagem (por exemplo, segurança, regras específicas de cada fornecedor, disponibilidade de tipos de tecnologia no fornecedor). Como exemplo, o relatório da ThoughtWorks dá a empresa AtTask que tirou proveito da nuvem para utilizar Integração Contínua, conseguindo com isso reduzir o tempo necessário de seus testes de aceitação para apenas alguns minutos (antes eram necessários no mínimo 3 dias para executá-los).

O relatório "Radar de Tecnologias" tem como objetivo influenciar a tomada de decisões por meio de recomendações sobre o que deve ser adotado ou experimentado, assim como o que deve ser evitado. As recomendações do último relatório seguem o mesmo formato da edição anterior, e são semelhantes às recomendações produzidas pela pesquisa de tecnologias do Gartner, descritas no Hype Cycle.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

Percebemos que você está utilizando um bloqueador de propagandas

Nós entendemos porquê utilizar um bloqueador de propagandas. No entanto, nós precisamos da sua ajuda para manter o InfoQ gratuito. O InfoQ não compartilhará seus dados com nenhum terceiro sem que você autorize. Procuramos trabalhar com anúncios de empresas e produtos que sejam relevantes para nossos leitores. Por favor, considere adicionar o InfoQ como uma exceção no seu bloqueador de propagandas.