BT

Valor de negócio: como priorizar o backlog e o que ele realmente significa

por Paulo Rebelo em 09 Abr 2013 |

Ron Jeffries, um dos três fundadores do Extreme Programming (XP), em conjunto com Kent Beck e Ward Cunningham, em seu recente artigo comenta qual é o real valor de negócio para um Product Owner.

Jeffries afirma que:

Em desenvolvimento ágil de software, nós levamos muito a sério o conceito de valor, com o propósito de decidir o que fazer ou não fazer. Entregamos algo com mais urgência se o valor for alto, caso contrário, a prioridade passa a ser baixa.

No entanto, Jeffries questiona sobre o significado do valor e esclarece:

O valor está no que você gosta.

Essa resposta pode parecer muito genérica, mas faz sentido, pois o valor dependerá do que realmente deseja-se focar no desenvolvimento de um produto. Então, o autor continua:

Nosso produto pode ser destinado a salvar vidas. Talvez, isso nos ajude a enviar vacinas para o mundo inteiro rapidamente. Nós decidimos escolher nossas próximas funcionalidades com base no número de vidas salvas por essas funcionalidades. Portanto, nós valorizamos a vida humana.

O nosso produto pode estar muito lento. Os clientes estão usando outras alternativas, porque eles não gostam do desempenho do nosso produto. Nós decidimos adiar funcionalidades e focar em melhorar a velocidade do software. Por isso, nós valorizamos a velocidade do produto.

A velocidade de entrega pode estar muito lenta, demorando muito para fazer as coisas. Nós decidimos adiar algumas funcionalidades para "limpar" o software, com o objetivo de desenvolvê-lo mais rapidamente. Consequentemente, nós valorizamos a agilidade de entrega.

Jeffries declara, então, que o problema do Product Owner, da gestão e de todos os profissionais que decidem o que deve ser feito em determinada ordem, é olhar profundamente em muitas coisas que são valorizadas, e escolher uma sequência de desenvolvimento que ofereça o melhor resultado possível em troca do tempo, dinheiro e esforço na construção de um produto.

Jeffries conclui:

Seria muito bom se pudéssemos dizer: "o valor é a receita no decorrer dos próximos noventa dias", ou ainda, "o valor é o que o vice-presidente quer". Isso poderia funcionar bem para algumas empresas e alguns profissionais, algumas vezes.

E quanto à sua empresa, será que você sabe o que ela realmente valoriza? Você prioriza o desenvolvimento do produto com base em quais valores?

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
Marketing
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2016 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT

We notice you’re using an ad blocker

We understand why you use ad blockers. However to keep InfoQ free we need your support. InfoQ will not provide your data to third parties without individual opt-in consent. We only work with advertisers relevant to our readers. Please consider whitelisting us.