BT

Wall Street Journal: Empresas não estão prontas para os DevOps, mas não podem sobreviver sem eles

| por Abel Avram Seguir 11 Seguidores , traduzido por Jefferson Marchetti Ferreira Seguir 1 Seguidores em 25 ago 2014. Tempo estimado de leitura: 5 minutos |

Rachel Shannon-Solomon, um investidor da At Work-Bench, escreveu recentemente no blog do The Wall Street Journal um artigo denominado, "DevOps são excelentes para Startups, mas ainda não são efetivos nas corporações, argumentando que, enquanto DevOps são atraentes para startups, existem obstáculos importantes no caminho da adoção "DevOps" dentro do mundo corporativo.

Apesar de reconhecer que as grandes empresas, como Google e Facebook se benefíciam por implementar a cultura de DevOps e que não há falta de oportunidades para experimentar práticas de DevOps nas empresas 500s da Fortune, Shannon-Solomon alerta que em grandes empresas de TI existem poucos agentes de mudança dispostos a enfrentar a mudança cultural necessária para implementação de DevOps. Shannon-Solomon chegou a essa conclusão com base em entrevistas com fundadores de startups, provedores de soluções DevOps e responsáveis de TI de grandes empresas.

Shannon-Solomon traz quatro argumentos para sustentar sua posição:

Estruturas de Silos e mudança organizacional: De acordo com Shannon-Solomon, as empresas criam estruturas de silos entre as equipes, pois esta é a forma que grandes organizações maximizam os resultados, e isto contrapõe um dos principais objetivos dos "DevOps": a redução destes silos.

Algumas vezes, uma grande empresa depende de um fornecedor terceiro para apoio operacional e esses fornecedores tendem a trazer para empresa os seus "próprios silos". Além disso, é caro para uma empresa investir em "soluções holísticas para facilitar DevOps, após um alto investimento na integração das soluções já existentes.

Compra vs. construção: O ferramental necessário para implementar uma cultura DevOps ainda não está completamente disponível. Enquanto algumas das ferramentas já estão disponíveis por fornecedores externos, outras necessitam ser desenvolvidas dentro da empresa e este processo leva um longo período e segundo Shannon-Solomon, é exigida uma maratona de mudança organizacional e reestruturação antes que tais ferramentas sejam compradas ou desenvolvidas.

Fornecedores de soluções reconhecem que ao vender DevOps para a empresa, eles estão na verdade tentando vender uma revolução cultural: De acordo com Shannon-Solomon, é difícil introduzir DevOps para as equipes de desenvolvimento, pois:

Vendedores precisam cativar os desenvolvedores sobre a eficácia de sua solução, por exemplo, inicialmente evitando compras e oferecendo um ambiente isolado, para os desenvolvedores testarem o ambiente e suas soluções. (...)

Vender ferramental DevOps para a empresa, significa encarar os desafios já bem documentados da gestão e uma mentalidade atualmente mais voltada a construir do que comprar de terceiros.

Retorno do investimento: Shannon-Solomon cita um profissional sênior de TI em um banco de investimentos, dizendo que sua empresa "não tem sido muito bem sucedida em acompanhar projetos de DevOps que ocorrem dentro de cada unidade de negócio, pois estes utilizam ferramentas caseiras e qualquer avaliação sobre o sucesso do projeto tem sido limitada a avaliações empíricas e resultados percebidos pelos próprios desenvolvedores da solução.

Shannon-Solomon termina seu post perguntando quanto tempo será necessário até que as empresas sejam forçadas a aceitar que devem acelerar seus experimentos com DevOps e espera que mais "agentes de mudança" possam surgir dentro das grandes organizações no futuro.

Em mais um post do WSJ, no blog intitulado "Adoção de ferramental DevOps não é obrigatório nas empresas - mas sem eles elas não sobreviverão", Gene Kim, autor e fundador da Tripwire, afirma que a transformação para DevOps está bem encaminhada, não apenas em startups, mas em empresas de todos os setores e tamanhos da indústria. Ele apresenta como exemplos a Nationwide Insurance, BNY Mellon Corp nos serviços financeiros, The Gap Inc, Macy Inc no varejo, UK.gov e o US Department of Homeland Security para agências governamentais.

Ele acredita que, apesar das dificuldades, grandes empresas estão adotando DevOps, pois o retorno no negócio é ainda maior do que o esperado e aqueles que não estão transformando suas organizações de TI correm o risco de ficarem obsoletos, pois estão perdendo um dos períodos mais revolucionários e inovadores na tecnologia.

Kim aponta razões para a adoção de DevOps:

O valor do negócio com DevOps: Kim relaciona o valor trazido pelo DevOps ao valor das práticas Lean, pois segundo o autor, DevOps é o resultado da aplicação dos princípios Lean para o fluxo de valor de TI. Para sustentar seu ponto de vista, Kim apresenta um levantamento de 4.039 organizações de TI que demonstra níveis surpreendentes de performance":

Profissionais praticantes relatam oito vezes mais implantações em produção do que antes de adotarem esta prática, sendo estas oito mil vezes mais rápidas e com o dobro de sucesso. Quando ocorreu algo errado, as correções de problemas foram doze vezes mais rápidas.

A sobrevivência não é obrigatória (nem a adoção de DevOps): Reconhecendo que DevOps exige grandes mudanças dentro das organizações, Kim prossegue comparando com as mudanças necessárias para implementação do Lean na década de 1980.

Para perspectiva, considere novamente a revolução do Lean na década de 1980. Essa revolução não foi simples para nenhuma empresa. Foi necessária a alteração dos incentivos para os gerentes da planta, supervisores de centros de trabalho e até mesmo para os gerentes de negócio. Foi necessário modificar os centros de trabalho, fornecendo níveis maciços de formação, requalificação e uma força de trabalho integrada focada em fluxo, ao invés do foco anterior em unidades produzidas.

Ele ainda acrescenta que aqueles que se recusaram a aplicar o Lean, ou ainda aqueles que começaram, mas não tiveram habilidade ou vontade coletiva para enfrentar os desafios exigidos por esta mudança, são aqueles que se tornaram irrelevantes. Desta forma o autor acredita que aqueles que não estão prontos para fazer DevOps corretamente, não sobreviverão.

Organizações que adotam "DevOps" estão colhendo os frutos da adoção:.De acordo com outra pesquisa sobre DevOps aplicada a de 9.200 empresas, as organizações de TI aplicando "DevOps" melhoraram seu desempenho, mas ainda mais importante, melhoraram o desempenho geral do negócio.

Desta forma, enquanto Shannon-Solomon vê poucas empresas prontas para abraçar "DevOps", Kim considera que não importa o quão difícil seja para as grandes empresas adotarem DevOps, pois elas não têm opção senão a adoção, pois este movimento se tornará um requisito para a sobrevivência das corporações.

 

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT