BT

Gregor Hohpe em: Arquitetos em Empresas

| por Jan Stenberg Seguir 34 Seguidores , traduzido por Ivan Salvadori Seguir 0 Seguidores em 27 jan 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

Arquitetura trata de estruturas e relações, com a visão em um contexto amplo, olha para o futuro e toma decisões, explica Gregor Hohpe em uma apresentação no GOTO Berlin Conference, na qual compartilha suas experiências de trabalho com TI, por meio de três importantes pontos de vista: consultoria, desenvolvimento de software e atualmente, atuação como engenheiro em uma grande empresa de TI.

Ao definir o termo arquitetura, Gregor, coautor do livro inovador Enterprise Integration Patterns, não está interessado em encontrar uma definição precisa, mas em identificar as características que definem as suas qualidades. Para Gregor, o fundamental é tomar decisões, especialmente aquelas difíceis de serem alteradas, por exemplo: Qual o motivo para escolher uma determinada arquitetura? Em seu trabalho, Gregor se depara com diversos modelos técnicos e genéricos com interface gráfica, lógica de negocio e banco de dados, no qual ele não considera como uma arquitetura. O que falta é uma história, um contexto e uma decisão consciente orientada ao contexto.

Trabalhar como arquiteto e tentar conhecer e controlar tudo o que está acontecendo é um esforço inútil. Gregor se vê mais como um jardineiro em um jardim que floresce por si mesmo, e ele apenas apara e molda, observando o todo para evitar a desordem e o caos. Gregor também utiliza a analogia do guia turístico que possui bastante experiência, aponta os pontos de interesse e conta histórias sobre outros lugares, uma maneira suave para guiar e transmitir a experiência para outros.

Para Gregor, em grandes empresas, a arquitetura significa encontrar uma direção, identificar o que realmente é importante, e com isso, definir uma estratégia baseada nas coisas que não estão sendo executadas. Por exemplo, em uma estratégia de TI, não é possível fazer tudo ao mesmo tempo, é preciso deixar coisas de lado, focar nas partes mais importantes.

Em grandes organizações, na qual a comunicação é fundamental para o funcionamento das coisas, não será possível se livrar dessas estruturas tão rapidamente. Gregor acredita que arquitetos podem exercer um papel muito importante ao eliminar algumas camadas e estabelecer uma comunicação direta com pessoas em diferentes níveis da organização. Gregor denomina essa comunicação como elevador do arquiteto, no qual a capacidade de transitar entre a diretoria no piso superior e os departamentos de TI nos pisos inferiores, requer não somente habilidades técnicas, mas também habilidades de comunicação. Para os arquitetos, não importa em qual andar estão, mas sim em quantos níveis são capazes de transitar. Um risco existente é que muitas pessoas utilizam o recurso do elevador do arquiteto em apenas uma direção, para cima. O ideal é utilizar o elevador para se movimentar por todos os andares da empresa.

Depois de atuar durante vários anos na Thoughtworks e no Google, Gregor hoje é o atual Arquiteto Chefe de TI na Allianz SE.

A conferência GOTO Berlin 2014 é a segunda conferência do GOTO em Berlim, com aproximadamente 550 participantes e 80 palestrantes.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Correção no texto by Lennon Manchester

Tem um parágrafo duplicado:

"Em grandes organizações, na qual a comunicação é fundamental para o funcionamento das coisas, você nunca conseguirá se livrar dessas estruturas tão rapidamente. Gregor acredita que arquitetos podem exercer um papel muito importante ao eliminar algumas camadas e estabelecer uma comunicação direta com pessoas em diferentes níveis da organização. Gregor denomina essa comunicação como elevador do arquiteto, no qual a capacidade de transitar entre a diretoria no piso superior e os departamentos de TI nos pisos inferiores, requer não somente habilidades técnicas, mas também habilidades de comunicação. Para os arquitetos, não importa em qual andar estão, mas sim em quantos níveis são capazes de transitar. Um risco existente é que muitas pessoas utilizam o recurso do elevador do arquiteto em apenas uma direção, para cima. O ideal é utilizar o elevador para se movimentar por todos os andares da empresa."

Re: Correção no texto by Júlia Fernandes Gonçalves

O erro foi corrigido.

Muito obrigada!

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

2 Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT