BT

O JavaScript em 2014

| por David Iffland Seguir 4 Seguidores , traduzido por Diogo Carleto Seguir 39 Seguidores em 29 jan 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

2014 foi um ano marcante para o JavaScript. Cobrimos uma série de histórias no InfoQ, que vão desde frameworks MVC até bibliotecas especializadas.

Mais desenvolvedores tem procurado adicionar sistemas de tipos para o JavaScript usando o TypeScript ou Flow. A Yahoo matou o YUI após oito anos. O Gulp, um novo sistema de construção substituiu o incumbente Grunt. O Node.js começou o ano com uma mudança na liderança e terminou o ano sendo criado um fork no io.js. Os desenvolvedores têm novas ferramentas como o Atom do GitHub e o Brackets da Adobe enquanto os antigos WebStorm e Visual Studio marcharam à frente para acompanhar o incrível ritmo das novas ferramentas. Veja como alguns dos mais populares frameworks se saíram nos últimos 12 meses.

O AngularJS experimentou as dores do crescimento em 2014. No começo do ano a versão 1.2.x era vista como o estado da arte, mas teve a maioria das queixas centrada em volta de sua documentação pobre. Em outubro de 2014 a versão 1.3 foi lançada com uma grande variedade de novas funcionalidades, correção de bugs e melhorias de desempenho. Em janeiro a ng-conf uma nova conferência dedicada ao framework que teve início em Salt Lake. Esta conferência se espalhou pela Europa em outubro, na qual a equipe deu o seu primeiro olhar real em AngularJS 2.0. Houve um grande ranger de dentes na comunidade com esta significante mudança e a nova linguagem AtScript.

Já o Ember iniciou o ano com a versão 1.3 que adicionou o lazy routing e terminou o ano na versão 1.9 que adicionou suporte para Handlebars 2.0. Ainda em 2014 tivemos o primeiro Emberconf, uma conferência dedicada ao Ember.js que foi realizada em Portland, Oregon no final de março.

Houve poucos acontecimentos envolvendo o backbone.js, após o lançamento da versão da versão 1.1.2 em 20/02/2014, nada oficial surgiu desde então. Enquanto o repositório no GitHub demonstra que as requisições pull no framework continuaram, a velocidade do framework estagnou. No meio de dezembro a terceira e última backboneconf foi realizada, e o criador do Backbone.js, Jeremy Ashkenas, mencionou em um discurso que Backbone 1.2.0 estaria saindo em breve.

2014 foi o ano que o ReactJS ganhou força. A versão 0.9 foi lançada em fevereiro e já se encontra na versão v0.12.1. Em janeiro de 2015 a primeira conferência sobre o ReactJS será realizada no campus do Facebook. Desde sua primeira publicação em maio de 2013 o interesse tem aumentado constantemente.

Em 2015 o cenário JavaScript provavelmente ficará mais caótico. O suporte ao ECMAScript 6 nos navegadores avançará e os desenvolvedores enfrentaram escolhas difíceis para equilibrar os mais novos recursos contra a compatibilidade do navegador. Cobriremos isso tudo aqui no InfoQ.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT