BT

Parse anuncia Local Datastore para iOS e o Crash Reporting Service

| por Matt McComb Seguir 0 Seguidores , traduzido por Diogo Carleto Seguir 31 Seguidores em 16 jan 2015. Tempo estimado de leitura: 3 minutos |

O Parse, provedor MBaaS (Mobile Backend como um serviço) anunciou recentemente duas novas adições à plataforma, um serviço de relatório de falhas (crash reporting service) e suporte para armazenamento de dados localmente (local datastore) no iOS.

Como um provedor de serviços de backend para aplicativos móveis, o Parse visa simplificar o desenvolvimento dessas aplicações automatizando a criação dos aspectos do lado do servidor e por sua vez, permitindo que os desenvolvedores se concentrem na aparência visual e experiência do usuário em suas aplicações. Os desenvolvedores que usam a plataforma Parse ganham acesso a um backend escalável com suporte a armazenamento local, autenticação (incluindo login social), ambiente para execução de código customizável na nuvem (usando JavaScript), tarefas agendas do lado do servidor, um serviço de notificação push e um dashboard analítico.

Agora desenvolvedores podem utilizar a plataforma do Parse para fazer o monitoramento de falhas em suas aplicações. Essa adição será bem vinda aos desenvolvedores, que anteriormente tinham que administrar e pagar por ferramentas adicionais para gerar relatórios de falhas como o Crashalytics, Crittercism e TestFlight. Como mencionado nas ferramentas acima, o Crash Reporting Service do Parse fornece um dashboard com suporte para agregar falhas similares, rastreamento de falhas através de versões e rastreamento de stack simbólico.

Os desenvolvedores podem facilmente integrar o crash reporting dentro das aplicações chamando o método apropriado na plataforma específica do Parse SDK. No iOS os desenvolvedores fazem a seguinte chamada na classe AppDelegate:

[ParseCrashReporting enable];

No Android os desenvolvedores devem adicionar a seguinte chamada no método onCreate da classe Application:

ParseCrashReporting.enable(this);

Além do crash reporting o Parse também anunciou o local data storage no iOS (anteriormente disponível somente no Android). Com o armazenamento de dados local os desenvolvedores podem fazer cache dos dados da aplicação no dispositivo do cliente e sincronizá-los mais tarde. Isso resolve um problema comum encontrado pelos desenvolvedores de aplicativos móveis, a falta de uma conexão de internet confiável, que frequentemente resulta na experiência frustrante do usuário.

A API do Parse para armazenamento de dados local usa o conceito de fixar para identificar resultados de consultas que devem ser mantidos offline, no local datastore. Objetos fixados são automaticamente atualizados quando futuras chamadas save, update ou delete são feitas. O seguinte trecho de código ilustra uma consulta ao backend e subsequentemente uma consulta no local datastore para os resultados em cache:

PFQuery *query = [PFQuery queryWithClassName:@"Feed"];

 // Pin PFQuery resultado
NSArray *objects = [query findObjects]; // Online PFQuery resultado
[PFObject pinAllObjectsInBackground:objects];

 ...

 // Consulta o Local Datastore
[query fromLocalDatastore];
[query whereKey:@"starred" equalTo:@YES];
[[query findInBackground] continueWithBlock:^id(BFTask *task) {
// Update the UI
}]];

Além de respostas da API de armazenamento em cache, o local datastore pode ser editado com as mudanças dos itens sendo sincronizados sempre que uma conexão com a internet estiver disponível. O seguinte código ilustra a API do local datastore retornando e atualizando um objeto em cache:

feedItem.starred = YES;

 // Sem conexão com a internet
[feedItem saveEventually];

...

PFQuery *query = [PFQuery queryWithClassName:@"Feed"];
[query fromLocalDatastore];
[query whereKey:@"starred" equalTo:@YES];
[[query findInBackground] continueWithBlock:^id(BFTask *task) {
// "feedItem" PFObject será retornado em uma lista de resultados
}]

Os desenvolvedores que desejam testar a plataforma Parse podem utilizar o seu plano grátis, que permite até 30 requisições por segundo, 20GB de armazenamento e 2TB de transferência de dados por mês. Planos pagos estão disponíveis a partir de 100 dólares, iniciando com 100 dólares por mês e que vão a até 3700 dólares por mês, com aumento de requisições, armazenamento de dados e limites de transferência a cada incremento. Informações completas sobre preços estão disponíveis na página de planos do Parse.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT