BT

Experimente a nova interface visual do InfoQ! Veja o novo design do InfoQ 3.0 e nos diga o que você achou.

Google usa aprendizado de máquina para simplificar o CAPTCHA

| por Abel Avram Seguir 12 Seguidores , traduzido por Rafael Sakurai Seguir 38 Seguidores em 09 fev 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

O Google anunciou uma nova API de CAPTCHA que fornece uma experiência sem CAPTCHA para muitos usuários.

Por muitos anos os websites foram protegidos com o uso de CAPTCHA, mas os usuários reclamam sobre a dificuldade de ler algumas das letras distorcidas. Um ano atrás, o Google introduziu uma nova versão visual e áudio de quebra-cabeça, chamado reCAPTCHA que está usando números ao invés de letras. Os usuários acham mais fácil de ler e vem sendo usado desde então.

Mas a equipe do Google Maps vem desenvolvendo uma maneira para ler números de imagens do Street View usando redes neurais convolucionais, apresentando suas descobertas em um documento científico. Para provar que seus sistemas funcionam, tentaram decifrar o reCAPTCHA mais difícil, alcançando uma precisão de 99.8% ao interpretar números que supostamente deveriam frustar os robôs (rotinas de reconhecimento automático).

Vendo que os sistemas de aprendizado de máquina podem neutralizar o reCAPTCH, o Google decidiu usar técnicas de análise de risco para automaticamente identificar se é um humano ou robô. Tendo melhorado as técnicas a ponto dos websites adotarem o novo "No CAPTCHA reCAPTCHA", assim muitos usuários não terão mais que resolver o CAPTCHA, mas simplesmente clicar em uma caixa de checagem. Se o mecanismo de análise não tiver certeza que é um usuário humano, o usuário precisará passar por um simples teste que seleciona imagens que são similares. Em casos extremos, o mecanismo pode retornar a apresentar o velho reCAPTCHA. De acordo com o Google, a adoção inicial do novo reCAPTCH feito pelo WordPress e Humble Bundle tem fornecido a experiência sem CAPTCH para 60% e 80%, respectivamente, dos usuários durante uma semana.

Os algoritmos usados para determinar se um usuário é humano não estão públicos, isso deve permanecer em segredo para que os spammers não encontrem uma maneira para enganar o sistema.

Para usar a nova API, os desenvolvedores precisam adquirir um par de chaves do Google. A nova API de reCAPTCH fornece uma maneira automática ou explicita para renderizar o componente que também é otimizado para dispositivos móveis. A API suporta usuários que desabilitam o JavaScript. Muitos navegadores modernos são suportados: Chrome 3+, Firefox 3+, IE 7+, Opera 10.10+, Safari 4+.

O Google fornece exemplos de HTML-JS e PHP usando a API reCAPTCHA.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião
BT