BT

Uma visão de serviço de DevOps orientado ao negócio

| por Mark Little Seguir 12 Seguidores , traduzido por Tulius Lima Seguir 0 Seguidores em 09 jun 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

Nos últimos anos, Steve Jones, da Cap Gemini, teve muito a dizer sobre SOA. Recentemente ele tem olhado para o DevOps e "o que tenho visto é que empresas que tem escalado DevOps tendem a incorrer em um problema: exatamente qual seria o escopo de uma equipe DevOps?". Jones nota que DevOps não é exatamente (ou totalmente) novo, mas uma evolução de práticas que tem sido usadas há anos. Como ele diz:

Em 2007 fiz uma apresentação sobre porquê SOA era um desafio de negócio e havia duas imagens que falavam sobre como era preciso mudar a forma que se pensava em serviços.

O primeiro diagrama "dizia que era preciso pensar sobre um ciclo de vida completo".

Enquanto o segundo diagrama "falava sobre as necessidades de se ter um arquiteto, dono ou gerente de entregas (gerente de programa)".

Jones está satisfeito em ver como isso tem se tornado uma prática padrão porque ele mostrou que lá em 2007 era precisamente isso que vários praticantes de SOA estavam fazendo, tornando os arquitetos e desenvolvedores responsáveis pelo ciclo de vida completo. Consequentemente, ele acredita que também existem várias boas práticas e lições do passado recente que podem ser aprendidas hoje. Entretanto, Jones ainda não viu uma resposta para a questão "O que é minha equipe de DevOps e como gerencio várias pessoas em tais equipes?"

É aqui que entra arquitetura de negócio. O ponto é que não é suficiente apenas ter várias equipes DevOps, é preciso alinhar essas equipes com os donos de negócio e alinhá-los à estrutura que os dirige.

É claro que também precisa dos processos e estruturas certas e funcionando para garantir que as equipes saibam quando usar o serviço adequado.

Então, no mundo DevOps estamos começando a perceber a visão completa do ciclo de vida em serviços de negócio. Estamos proporcionando uma abordagem técnica para automatizar e gerenciar serviços que se parecem com o negócio, evoluem como o negócio e fornecem uma estrutura na qual se possam concentrar nos custos que entreguem o maior valor.

Em resumo, Jones entende que hoje existem várias coisas que DevOps pode aprender de arquitetura de negócios, especificamente na forma como criar e gerenciar equipes DevOps e garantir que elas estejam alinhadas ao negócio. Além disso, é por aprender essas lições que DevOps será capaz de se adaptar a "organizações tradicionais complexas, bem como empresas de Internet mais simples do ponto de vista modelo de negócios".

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT