BT

A Google anuncia o fim do suporte ao Android Eclipse Tools

| por Abel Avram Seguir 9 Seguidores , traduzido por Wellington Soares Seguir 1 Seguidores em 28 jul 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

A Google anunciou o fim do suporte a todo ferramental de desenvolvimento Android para Eclipse até o fim do ano.

Quando o Android Studio chegou na versão 1.0, a Google declarou que está seria a ferramenta oficial de desenvolvimento para Android, sugerindo aos desenvolvedores realizarem a migração. E para quem ainda não migrou, agora terá sérios motivos porque a Google anunciou o fim da implementação e suporte para as ferramentas Eclipse até o fim de 2015. Isto inclui o plug-in ADT (Android Development Tools), o Ant build system, o DDMS, o Traceview e as ferramentas de monitoramento e desempenho.

Para migrar do Eclipse para o Android Studio, é recomendado ler o guia de migração para compreender a estrutura dos novos projetos e como o Gradle funciona para realizar o build de projetos Android. Depois de realizar os pré-requisitos, o projeto criado no Eclipse pode ser importado para o Studio, seguindo de uma validação (apenas um build / run) para garantir que tudo continuou compatível e funcionando no seu projeto. Se houver qualquer problema nessa etapa, a Google recomenda ajustar as configurações do Eclipse ADT (vide pré-requisitos novamente) e importar novamente.

Sendo que apenas o processo de importar um projeto Eclipse ADT para o Android Studio, é criando um novo projeto Android Studio e não alterar de forma alguma o projeto existente em Eclipse ADT.

Para aqueles que ainda querem continuar no Eclipse, existe o projeto Andmore, uma tentativa de manter o ferramental de desenvolvimento Android no Eclipse. O projeto Andmore inclui JDT, CDT, ADT, suporte ao Maven e Ant, tem planos para ter suporte ao Gradle e também é integrado com Mylyn, EGit e GitHub.

A Google também é conhecida por iniciar diversos projetos, anunciar muitas iniciativas, no entanto, facilmente finaliza um projeto que não esteja sendo viável, como aconteceu com o Reader, Wave, Buzz, Code, Dart Editor ou Chrome Dev Editor, para listar alguns. A abordagem deles é bastante diferente de muitos outros desenvolvedores de software que tendem manter artificialmente o projeto vivo que não teve muita adoção. Enquanto a flexibilidade da Google parece estar na essência da empresa permitindo grande agilidade, algumas comunidades de desenvolvedores não estão confortáveis com essa abordagem. Vimos inúmeros comentários de desenvolvedores relutantes em começar a participar de novos projetos da Google com medo desses serem terminados após um tempo, diminuindo a taxa adesão nos projetos. Será que a Google deveria mudar sua abordagem ou os desenvolvedores se tornarem mais flexíveis? O que você acha?

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT