BT

Experimente a nova interface visual do InfoQ! Veja o novo design do InfoQ 3.0 e nos diga o que você achou.

Firefox não vai mais suportar plugins, exceto o Flash

| por Abel Avram Seguir 12 Seguidores , traduzido por Roberto Pepato Seguir 33 Seguidores em 28 out 2015. Tempo estimado de leitura: 2 minutos |

A Mozilla anunciou o fim do suporte a NPAPI no Firefox para o final de 2016 e o único plugin que continuará sendo suportado será o Flash.

Uma tecnologia de 20 anos, a NPAPI (Netscape Plugin API) recebeu críticas do Google de que ela é "a principal causa de problemas, incidentes de segurança e complexidade de código". O Google decidiu que não ia mais suportar a NPAPI, o que de fato ocorreu esse ano. A Microsoft também decidiu que seu novo navegador, o Edge, não vai mais suportar plugins ActiveX, forçando os desenvolvedores a construírem soluções usando web APIs.

Seguindo o exemplo, a Mozilla anunciou recentemente que vai gradativamente remover o suporte à NPAPI, dando aos desenvolvedores algum tempo para portar seus plugins até o final de 2016. Bejnamin Smedberg, gerente de engenharia de qualidade do Firefox na Mozilla, disse em um blog post que, de fato, os plugins se tornaram "uma fonte de problemas de desempenho, travamentos e incidentes de segurança para usuários da Web" e que "mantenedores de websites devem se preparar para que os plugins parem de funcionar em todas as versões do Firefox ao final de 2016." Ela considera que este movimento agora é possível pois muito da tecnologia que previamente era disponível somente via plugins agora se encontra incluída nos navegadores. Ele também acrescenta que o Firefox 64-bit para Windows que será lançado em breve não irá suportar plugins desde o início.

Uma exceção será o Flash, que continuará sendo suportado pois, segundo a Mozilla: "o Flash ainda é uma parte comum da experiência de uso da Web para a maioria dos usuários." Mas o Unity, Java, Silverlight e Adobe Acrobat não serão mais suportados. E alguns desenvolvedores reclamaram que seus produtos precisam de acesso às APIs nativas. Smedberg recomendou que eles adotem uma aplicação nativa, recompilem o plugin para asm.js ou Webassembly, ou o re-escreva usando as novas APIs web disponíveis para o Firefox. Ele também mencionou que a Mozilla vai continuar a "priorizar funcionalidades que tornarão possível que sites dispensem o uso de plugins."

O único dos grandes navegadores que não temos informações sobre a NPAPI é o Safari. É bem provável que a Apple também se afaste dos plugins, especialmente agora que a Mozilla também decidiu encerrar o suporte.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Que idiotice by Juliano Jose da Silva

Que idiotice, então se quiser algo mais complexo precisa usar recursos nativos do navegador, ou seja, teremos que voltar a desenvolver um sistema web para cada navegador? Regressão estúpida, se o problema são os plugins, melhore o navegador para que não deixe os plugins interferirem nele.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

1 Dê sua opinião
BT