BT

QCon SP 2016: entrevista com o comitê organizador

| por InfoQ Brasil Seguir 4 Seguidores em 27 jan 2016. Tempo estimado de leitura: 10 minutos |

Estamos a menos de 100 dias do QCon SP 2016, que já está com mais de dois terços do conteúdo definido (veja a programação). Convidamos os membros do comitê editorial da conferência para uma entrevista sobre o evento (veja mais sobre os membros do comitê no final deste artigo). São discutidos temas, destaques e perspectivas sobre os tópicos cobertos no próximo QCon São Paulo.

InfoQ Brasil: Qual a sua expectativa para o evento e em sua opinião quais temas terão maior destaque?

Eder Ignatowicz: Em relação aos temas vejo destaque em microservices em produção, IoT, programação concorrente e lições aprendidas em sistemas distribuídos. Nunca tivemos um grupo de palestrantes tão diversificado e de tão alto nível técnico. Tenho a expectativa que esta edição seja o mais diversificado QCon já realizado no Brasil, equiparando-se as melhores edições do QCon São Francisco e Londres.

Jorge Maia: Tenho visto esta edição como a melhor grade que eu vi em eventos nacionais. Já temos muitos nomes internacionais de grande peso para a comunidade e de alta relevância no cenário de software e produtos no mundo.

Leandro Guimarães: A cada edição do QCon no Brasil, temos procurado trazer palestrantes com grande experiência nos assuntos abordados. Minha grande expectativa é que nesta edição teremos o melhor resultado desse trabalho, pelo número de palestras e relevância dos que palestrarão. Acredito que Microservices e DevOps em cenários reais serão dois grandes assuntos técnicos de destaque; também acredito que a track de Cultura seguirá seu histórico de grande público e boa avaliação.

Júlio Faerman: Espero que este próximo QCon seja não apenas o maior, mas o mais diversificado e inclusivo. Para isso, convidamos profissionais brilhantes de todas origens, tribos e pontos de vista.

Elemar Jr: Este deverá ser o maior e mais "forte" QCon já realizado no Brasil. Talvez a edição mais relevante do ano de todos os QCons mundiais. Um dos melhores eventos já realizados no Brasil.

Fabiane Nardon: O QCon é um evento que tenta trazer novos pontos de vista todo ano, focando sempre em conteúdo altamente técnico e avançado. A cada ano minha sensação é de que a escolha de palestrantes se torna mais rígida e a plateia mais exigente. Para esse ano, espero que o evento seja ainda mais incrível do que foi nos anos anteriores. Acredito que os temas escolhidos refletem bastante o estado da arte em cada área.

InfoQ Brasil: Por que eu deveria assistir as suas tracks?

Eder: Na track de Web APIs e Microservices, busquei reunir palestrantes com experiência prática real em cases de larga escala, com foco em lições aprendidas; na track de Front-End estamos trabalhando para um equilíbrio entre temas 'quentes' como UX e Flux, junto com novas aplicações de tecnologias conhecidas, como por exemplo as palestras do Andres Galante (CSS avançado) e Flavio Almeida (Conhecendo e renovando a MEAN Stack). Na track de Fronteiras do Desenvolvimento, procuro trazer aplicações reais de Ciência da Computação na Indústria e incentivar o público através de palestras inovadoras e 'disruptivas'.

JM: A track de IoT está sendo criada para mostrar diversos cenários de aplicação da Internet das Coisas. Teremos desde geolocalização, até reconhecimento visual, passando por aprendizado de máquina e IA em conjunto com hardware para medição de experiência de usuário. A segurança e a privacidade também estarão presentes. Já Na track de Sistemas Legados, o conteúdo irá desde migração de tecnologias de front-end, até a exposição de backends em APIs, a morte do Flash e sua sucessão pelo HTML5. Todas as apresentações serão ministradas por especialistas que estiveram em projetos reais, trazendo prática e teoria alinhadas a problemas de produção.

JF: A track de DevOps este ano deixa claro que a automação de processos e entrega contínua não é uma tarefa a ser concluída, mas parte da melhoria contínua do desenvolvimento de software. Traremos apresentações de como as inovações em ferramentas e containers estão mudando os ambientes de TI, e ao mesmo tempo trazendo novos desafios e oportunidades em escalabilidade, segurança e custos. Na track de Arquitetura, veremos cases reais esclarecendo as estratégias adotadas em cada projeto, incluindo problemas encontrados e benefícios atingidos. É muito educativo analisar não apenas o estado final da arquitetura, mas como ela evoluiu em suas principais decisões.

Elemar: Em Desenvolvimento Poliglota vamos explorar linguagens e técnicas de programação modernas, que atendem aos atuais desafios de desenvolvimento, como concorrência, paralelismo e altíssima escalabilidade. Além disso, veremos como as linguagens tradicionais tem evoluído para atender essas mesmas demandas. Na track de .NET, teremos a oportunidade de saber mais sobre como a Microsoft e a comunidade .NET vem sendo transformadas pelo Open Source e toda a inovação desencadeada daí. Teremos nomes muito fortes da comunidade falando sobre projetos muito relevantes além de práticas avançadas de desenvolvimento.

Leandro: O QCon é um grande evento técnico. E quando se fala técnico, no mundo de desenvolvimento de software, logo imaginamos bits e bytes. Porém, existem outras questões fundamentais para o sucesso de uma equipe e de um software desenvolvido. Considero que esses assuntos são de importância fundamental para quem quer ser um desenvolvedor de software extremamente competente. Ao assistir a track de Culturas você terá acesso experiências práticas para a criação de ambientes produtivos, com pessoas de alto desempenho. Já na track de Produtos, a ideia é explorar conceitos, estratégias e aprendizados de produtos de sucesso no mercado, para que profissionais interessados nessa área tenham o conhecimento necessário, além do desenvolvimento de software em si, para a viabilização de uma ideia.

Fabiane: Na track de Big Data e Machine Learning você terá acesso a conteúdo que representa os aspectos mais importantes da área: processamento em larga escala, estatística, inteligência artificial e visualização de dados. Tudo isso com palestrantes que realmente praticam Data Science no dia-a-dia. E se as palestras não forem suficientes para responder as suas dúvidas, no final teremos um painel com especialistas da área onde você poderá perguntar o que quiser. Na track de Java teremos palestras sobre os temas mais quentes do momento no ecossistema da JVM: programação reativa e funcional, concorrência, performance e as novas funcionalidades do Java EE. Os palestrantes são alguns dos maiores especialistas do mundo nesses assuntos.

InfoQBrasil: Quais os benefícios que um profissional pode esperar participando desta edição do QCon São Paulo?

Eder: Esta edição será o oitavo QCon de que participo. Vejo essa participação como parte essencial na minha evolução profissional: sendo inspirado pelas primeiras edições a descobrir quais caminhos eu deveria seguir profissionalmente e hoje por compartilhar experiências e lições aprendidas com a 'nata' da comunidade de software brasileira.

JM: Vejo como diferencial um ecossistema com profissionais de nível mundial, acessíveis, que além do networking estão expondo casos de uso de tecnologias de ponta e que pode ser um diferencial no seu projeto atual. O QCon é reconhecidamente a melhor conferência de software, com excelente qualidade nos conteúdos. Já participei de três edições e sempre tenho dias de aprendizado e visão de futuro.

JF: O principal benefício de ir ao QCon é a comunicação da melhor qualidade com colegas de profissão, dos juniors aos gênios. Esse contato pessoal leva à discussões elaboradas, aprendizado prático, oportunidades profissionais e muitas coisas boas que não se vê na gravação.

EJ: O que pode ser melhor do que encontrar, em um único lugar, durante diversos dias, ótimos profissionais e autoridades em diversas tecnologias? Essa é a experiência proporcionada pelo QCon.

Leandro: O grande benefício que vejo em participar do QCon é a possibilidade da troca de conhecimentos com pessoas extremamente capacitadas. Isso vale tanto para os que compartilham conteúdo quanto para os que participam do evento de forma geral. Essa troca de experiências é algo único no QCon e que eu considero como o maior benefício do evento. É assim que eu tenho me beneficiado do QCon nos últimos quatro anos e que tem me ajudado imensamente em meu crescimento profissional.

Fabiane: Quando você participa do QCon, você sabe que irá encontrar não só palestrantes de alto nível, mas também uma das plateias mais qualificadas do país. A troca de informação é constante e qualquer bate-papo rende muito aprendizado. São várias tribos reunidas em um só lugar e essa é uma experiência muito rica.

InfoQ Brasil: Na programação atual (16/1) qual será na sua opinião a palestra imperdível?

Eder: É difícil selecionar somente uma palestra, mas para mim a palestra imperdível será a da Evelina Gabasova, "Spicing up your website with machine learning". Ela foi um dos destaques do QCon Rio e tem muita bagagem teórica, além de experiência prática e ótima didática.

JM: Eu não teria uma única, mas elencaria minha grade por ordem de prioridade de sessões que não deixaria de ver começando pelo keynote de Lynn Langit, 'The Cloud-Centric Internet of Things', que embora sera uma visão do atual modelo do uso de IoT, é um tema muito relevante.

JF: Difícil dizer, mas também estou particularmente ansioso pelo keynote da Lynn Langit. Eu a conheci pessoalmente recentemente e, além de tecnicamente brilhante, é uma pessoa incrível envolvida em projetos interessantíssimos.

EJ: Temos ótimas palestras em todos os horários. Eu destacaria as palestras de Julie Lerman e Ayende Rayen: duas autoridades incontestáveis que vão estar no Brasil pela primeira vez.

João Talles: Na trilha de NoSQL a palestra imperdível será do Ben Coverston. Ele trabalha na DataStax há anos e apresentará detalhes do Cassandra que serão interessantes para todos que lidam com esse banco de dados. No caso de trilha de Cloud Computing, uma palestra imperdível será do Rafael Ferreira e Gustavo da Nubank. Eles apresentarão um case de imutabilidade de infraestrutura na nuvem visando solucionar problemas de configuração de servidores e containers.

Leandro: Uma das melhores sensações que o QCon proporciona é a dúvida cruel de qual das palestras assistir em um determinado horário! Estou bastante ansioso pela palestra do Jonathan Rasmusson, da Spotify. Ele vai compartilhar muito da sua vivência na Spotify, que tem sido uma empresa referência na cultura de desenvolvimento de software.

Fabiane: Impossível apontar uma só; há várias! Para quem trabalha com Java, a palestra do David Blevins é imperdível. Ele ajudou a criar várias especificações Java EE, além de ter criado mais de um container importante. A palestra do Andrew Hart sobre Spark deve trazer muitos insights interessantes. Além disso, todos os keynotes são incríveis e não dá para perder nenhum.

Mais sobre o Comitê do QCon SP

Os membros do Program Committee que participaram desta entrevista foram:

  • Eder Ignatowicz, Drools Committer e Senior Software Engineer na Red Hat, responsável pelas tracks de Web APis e a Ascensão dos Microservices, Fronteiras do Desenvolvimento e Tecnologias Emergentes em Front-end Development;
  • Jorge Maia, Principal IoT Consultant na Dev4US, Fundador dos CrazyTechGuys, CIO da Gubes. Responsável pelas tracks de IoT e Legado.
  • Julio Faerman, Relação com Desenvolvedores na Amazon Web Services e fundador da Craftware.
  • Elemar Júnior, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento na Promob e Desenvolvedor na RavenDB. Desde 2012, reconhecido como Microsoft MVP em tecnologias de desenvolvimento.
  • João Talles, arquiteto de soluções web e móveis na iLang. Responsável pelas tracks de Cloud Computing e NoSQL.
  • Leandro Guimarães, atuando com desenvolvimento de software há mais de 15 anos tendo passagem por empresas como Ci/T, Dextra e ThoughtWorks. Responsável pelas tracks de Cultura e Produtos.
  • Fabiane Nardon, cientista chefe da TailTarget e Java Champion. Responsável pelas tracks de Big Data e Java.

Inscrições e mais notícias

A faixa atual de descontos vai até dia 3 de fevereiro. Faça sua inscrição! E acompanhe as novidades do evento no site do QConSP, através da nossa conta do Twitter ou página do Facebook

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT