BT

Microsoft torna Open Source o Visual Studio Test

| por Abel Avram Seguir 8 Seguidores , traduzido por Talles Lasmar Seguir 28 Seguidores em 26 jan 2017. Tempo estimado de leitura: 1 minuto |

A Microsoft licenciou como open source a plataforma de teste do Visual Studio (VS Test) utilizado para executar testes em várias linguagens, coletar dados para diagnósticos e reportar resultados.

O VS Test é integrado ao Visual Studio e à uma parte das ferramentas do .NET Core. O VS Test pode ser utilizado para descobrir testes e executá-los em paralelo em diferentes núcleos. É uma plataforma extensível, funcionando com testes escritos em qualquer linguagem (C#, C++, JavaScript, Python, etc.) e vários frameworks de teste, como NUnit, xUnit, Google Tests, Jasmine, Karma, etc. O Visual Studio Marketplace possui 25 adaptações gratuitas para vários frameworks de teste, e outros podem ser criados se desejado. Um dos frameworks suportados através de seu adaptador é o MS Test V2, no qual a Microsoft licenciará como open source posteriormente nesse ano quando estiver pronto para o público, de acordo com Brian Harry, vice-presidente de Cloud Developer Services.

O VS Test possui quatro componentes principais:

  1. Test Runner - processo de linha de comando que recebe um container de teste com configurações detalhando os testes a serem executados (o ambiente de execução da linguagem, arquitetura de hardware, framework de teste utilizado, etc.). Esse executor inicia outros processos utilizados pela plataforma.
  2. Test Execution Host - processo que carrega o container de teste e executa os testes.
  3. Data Collector Host - processo contendo coletor de dados de execução de teste.
  4. IDE/Editor - ferramenta utilizada pelo desenvolvedor para iniciar a execução dos testes.

Os componentes e a relação entre eles é mostrado no seguinte diagrama:

vstest-arch-1

A Microsoft tornou seu executor de testes open source. No decorrer dos próximos meses, ela irá lançar outras partes da plataforma quando o código estiver pronto para ir à público. O roadmap inclui fazer de sua infraestrutura de obtenção de dados open source, o protocolo utilizado para comunicar com a IDE, adicionando suporte à aplicações UWP, e a habilidade de configurar a integração via linha de comando com vários frameworks de testes.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Faça seu login para melhorar sua experiência com o InfoQ e ter acesso a funcionalidades exclusivas


Esqueci minha senha

Follow

Siga seus tópicos e editores favoritos

Acompanhe e seja notificados sobre as mais importantes novidades do mundo do desenvolvimento de software.

Like

Mais interação, mais personalização

Crie seu próprio feed de novidades escolhendo os tópicos e pessoas que você gostaria de acompanhar.

Notifications

Fique por dentro das novidades!

Configure as notificações e acompanhe as novidades relacionada a tópicos, conteúdos e pessoas de seu interesse

BT