BT

Início Notícias Kotlin: O que aconteceu em 2017 e perspectivas para 2018

Kotlin: O que aconteceu em 2017 e perspectivas para 2018

Favoritos

Desde o lançamento da versão 1.1 em março de 2017 pela JetBrains, houve um grande aumento na adoção do Kotlin pelo mundo inteiro. 2017 trouxe anúncios empolgantes, e a força continua em 2018. Recentemente, o InfoQ.com conversou com Hadi Hariri, líder da equipe de evangelização para desenvolvedores na JetBrains. Foram discutidas as vitórias do Kotlin em 2017, se Kotlin irá ultrapassar o Java, os planos para o Kotlin em 2018, e como os desenvolvedores podem participar.

InfoQ.com: Poderia se apresentar, apresentar sua função na JetBrains e mais especificamente no projeto Kotlin?

Hadi Hariri: Sou o líder da equipe de evangelização para desenvolvedores na JetBrains e meu papel principal no Kotlin é ser um de seus principais evangelistas.

InfoQ: Pode nos dizer por que o Kotlin foi criado?

Hariri: Meu colega, Dmitry, resumiu os motivos para criação do Kotlin há muitos anos atrás em seu post:"Porque a JetBrains precisa do Kotlin" . O artigo permanece verdade. Nele Dmitry falou que o principal motivo foi a nossa própria produtividade.

Embora tivéssemos desenvolvido suporte a várias linguagens para a JVM, ainda escrevíamos as IDEs baseadas no Intellij quase inteiramente em Java. O sistema de build do Intellij era baseado em Groovy e Gant. Alguns testes também utilizavam Groovy e tinha algum código JRuby no RubyMine. Queríamos nos tornar produtivos ao trocar para uma linguagem mais expressiva. Ao mesmo tempo, não aceitaríamos comprometer a interoperabilidade com o Java ou o tempo de compilação.

InfoQ: O ano de 2017 teve diversas novidades empolgantes para o Kotlin. Pode recapitular algumas das notícias mais marcantes?

Hariri: Os maiores eventos foram o anúncio do suporte oficial para Kotlin no Android durante o Google I/O, e a nossa primeira KotlinConf, que foi um grande sucesso lotada com mais de 1,200 participantes.

InfoQ: Quais são os planos para o Kotlin em 2018?

Hariri: Vamos continuar o que já fazemos. Normalmente anunciamos funcionalidades específicas, mas acho que uma coisa em que continuaremos a trabalhar é o suporte multi-plataforma e as ferramentas. E também, é claro, tem a KotlinConf 2018, para a qual estamos animados.

InfoQ: Com a velocidade de adoção da comunidade Android, você vê o Kotlin ultrapassando o Java algum dia?

Hariri: Diria que, no mundo Android, é bem provável. Fora do Android, não tenho certeza. Mas, para ser sincero, ultrapassar o Java não é a motivação. Queremos criar uma linguagem que é útil, produtiva, e que as pessoas gostem de usar. É isso o que importa, contanto que continuemos a entregar e contar com o feedback da nossa comunidade vibrante e crescente.

InfoQ: Obrigado por ceder seu tempo para conversar conosco hoje. Há algo mais que gostaria de compartilhar com os leitores do InfoQ.com? Qual é a melhor maneira de se envolver no futuro do Kotlin?

Hariri: Somos uma comunidade bem aberta. Tudo que fazemos está no GitHub e as pessoas podem contribuir, seja com código, documentação, ou contribuindo com o KEEP (Kotlin Evolution and Enhancement Process). Também temos um canal no Slack com mais de 14,000 pessoas, um podcast (Talking Kotlin), e muitos outros recursos em kotlinlang.org onde as pessoas podem aprender e encontrar maneiras de contribuir.

Informações adicionais sobre o Kotlin podem sem encontradas no site do Kotlin, e mais detalhes de anúncios sobre o Koltin podem sem encontrados no InfoQ.com:

  1. Kotlin 1.2 apresenta projetos multi plataforma
  2. Programação assíncrona moderna com Kotlin
  3. Kotlin agora é uma linguagem oficial no Android
  4. Kotlin Native adiciona interoperabilidade com Objective-C e suporte ao WebAssembly

Leitores também podem se atualizar com notícias relacionadas a Java visitando a homepage Java no InfoQ.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.