BT

Início Notícias Open Core Summit: O valor da nuvem e do software comercial open source

Open Core Summit: O valor da nuvem e do software comercial open source

Favoritos

No Open Core Summit (OCS) inaugural, realizado em São Francisco, foi concluído que o relacionamento entre a computação em nuvem e o software comercial open source é "e", e não "versus". O Open Core é um modelo de negócios e não deve ser confundido com software open source. As empresas Open Core se baseiam nos fundamentos do open source e extraem uma pequena quantidade do valor total das criações.

Conforme relatado nas perguntas e respostas com Joseph Jacks, fundador da OCS, o evento teve como objetivo proporcionar um local de reunião e aprendizado para os participantes do setor compartilharem as experiências e ideias sobre softwares comerciais open source. Jacks, ao lado de Bruce Perens, sócio da OSS Capital e um dos fundadores do movimento de softwares open source, abriu o evento afirmando que, embora haja muita discussão focada em "nuvem versus softwares comerciais de código aberto" (COSS), essa richa mudará para "nuvem e COSS", pois ambos não estão em conflito direto.

Cloud and COSS.

Perens forneceu uma breve visão geral da história do software open source e das oportunidades que o movimento ofereceu aos indivíduos e organizações. Afirmou que "a maioria das empresas gastaria um bilhão de dólares para construir a marca que o movimento de software open source possui", e argumentou que as empresas Open Core se baseiam nos fundamentos do open source e extraem uma quantidade de valor menor do que o valor total que os códigos agregam à sociedade.

Embora o conceito Open Core seja amplamente entendido em toda a indústria, ele provou ser um tanto controverso, pois muitos desenvolvedores não consideram o modelo de negócios compatível com as idéias originais associadas ao software livre de open source (FOSS). A história, os benefícios e parte da controvérsia do Open Core foram explorados detalhadamente por meio de palestras de membros da comunidade open source e da indústria, e também por meio de conversas no Twitter envolvendo pessoas que advogam para o open source.

Emil Eifrem, fundador e CEO do Neo4j, discutiu a jornada de criação de uma entidade comercial em torno do popular banco de dados gráfico open source e argumentou que o compartilhamento de idéias e códigos, assim como a criação de padrões orientados pela comunidade, a linguagem de consulta Cypher, por exemplo, forneciam valor para todas as partes. Compartilhou o acontecido com o mercado de banco de dados gráfico quando a AWS lançou o Amazon Neptune, um banco de dados de gráfico totalmente gerenciado, e concluiu sugerindo que "uma maré crescente eleva todos os barcos".

AWS enter graph DB market.

Deb Bryant, diretora sênior do escritório do programa open source da Red Hat, subiu ao palco e afirmou claramente que "o Open Core não é open source, não podemos confundir ambos". Bryant discutiu o compromisso de longo prazo da Red Hat com o open source ("tudo é aberto, do projeto ao produto") e explorou como a organização obtém valor a partir do open source, que incluía: crescimento e participação da comunidade e inovação diversificada. Expôs ainda coisas que frequentemente trazem uma pausa em relação à contribuição na abertura de projetos Open Core. A participação é restrita, a comunidade é desvalorizada, há bloqueio do fornecedor e a implantação (e licenciamento) são restritas.

Things that bring pause for open core contributions.

Sarah Novotny, especialista open source, Azure Office do CTO, continuou a conversa explorando como "o open source é mais sobre o projeto do que sobre o produto". Novotny comentou que, embora o software seja o resultado, são necessários "colaboradores, comunidade e consumidores" para que isso aconteça, e propôs que a monetização seja mais direcionada às oportunidades do ecossistema do que ao próprio sistema.

Os leitores interessados devem seguir a conta do OCS no Twitter para terem acesso aos conteúdos e atualizações do evento.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.