BT

Início Notícias Eclipse Orion 2.0: agora rodando localmente em Node.js

Eclipse Orion 2.0: agora rodando localmente em Node.js

Favoritos

Conforme planejado inicialmente, a equipe de desenvolvedores do Eclipse Orion lançou a segunda versão estável desse IDE JavaScript baseado na web quatro meses após o lançamento da primeira versão.

O Orionode é a parte servidora do IDE, que foi totalmente reimplementada em Node.js para permitir o uso local. Com a nova versão, os desenvolvedores podem ter um servidor muito leve em suas máquinas, permitindo a edição local de arquivos.

O Orionode ainda não tem funcionalidade equivalente ao servidor inicial escrito em Java. Dá suporte às seguintes características: navegação básica, operações de edição e de plugins, comandos em shell para apoio ao npm e aplicações Node, caching de conteúdo estático para o cliente e gzip. O Orionode não é um substituto ao servidor Java; visa apenas dar apoio a instalações locais.

O plugin Projects permite que desenvolvedores criem unidades de trabalho compostas de vários recursos vinculados a fontes externas e alvos. O objetivo é aumentar a modularidade para um melhor gerenciamento de recursos em projetos muito grandes. Atualmente, o Orion provê suporte a projetos em HTML5 e SFTP. No futuro poderá ser utilizado para remotamente visualizar e editar recursos em um servidor SFTP.

Uma série de comandos foram adicionados ao Shell: plugins para o tratamento de plugins, serviços para listar instâncias disponíveis de um serviço, e o comando "clear" para limpar a tela.

Os comandos do Shell agora são capazes de passar ou retornar dois novos parâmetros ou tipos de retorno:o blob, um objeto JavaScript representando dados binários; e o "file", um arquivo ou diretório que faz parte do workspace. Se o tipo de saída de um comando for file, o resultado é despejado em um arquivo. Vários arquivos, inclusive diretórios e todo o seu conteúdo, podem ser passados como parâmetros para os comandos.

O Content assist de JavaScript foi melhorado, acrescentando-se recursos como inferência de tipos para arrays e arrays associativos, inferência de variáveis antes de declará-las e inferência de propriedades de objetos com base na utilização.

Há também outras melhorias menores, que incluem aperfeiçoamentos de desempenho. O carregamento do Orion com uma página JavaScript para edição gera 45% menos requisições e 80% menos de bytes transferidos.

Avalie esse artigo

Relevância
Estilo/Redação

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.