BT

Início Time Auto-organizado no InfoQ Brasil

  • Campeonato de Segurança com Marisa Fagen

    Marisa Fagen, líder de segurança, falou recentemente no QCon Londres 2018 sobre o aumento de qualificação e promoção dos membros da equipe de engenharia para Security Champions. Fagen relatou seus esforços para lidar com a discórdia causada por uma escassez de profissionais de segurança.

  • O futuro do trabalho - Apresentações da manhã no Agile People Sweden

    A quinta edição do Agile People Sweden aconteceu nos dias 23 e 24 de Outubro em Estocolmo. O tema da edição de 201 foi: "O futuro do trabalho: escalando o desenvolvimento ágil para melhoria do trabalho". As sessões matinais do primeiro dia da conferência exploraram agilidade em escala, agilidade em ambientes enterprise com sociocracia e auto organização.

  • Usando Auto-Seleção para Criar Times

    Em uma certa empresa, a auto-seleção era aplicada para redistribuir pessoas entre equipes. Isso possibilitava que desenvolvedores se envolvessem em decisões estratégicas e entendessem as necessidades do negócio. Esta empresa aprendeu que dar poder às pessoas para tomar decisões difíceis e baseadas em fatos pode torná-las motivadas independentemente do quão difícil a decisão possa ser.

  • Amazon: Microservices e equipes

    O padrão dos microservices está mudando conforme construímos aplicações e a estrutura da equipe é extremamente importante para o sucesso na construção e execução desses microservices, Chris Munns apresentou como os microservices de escala corporativa são construídos no Amazon na conferência I Love APIs 2015.

  • Precisamos de Gerentes e Hierarquia em um ambiente Ágil?

    Em organizações que adotaram o Agile, algumas pessoas afirmam que a hierarquia deveria ser abolida e que devemos nos livrar dos gerentes. Eles consideram os gerentes e a hierarquia como algo que impede a auto-organização de equipes.

  • Habilitando equipes ágeis a melhorar a qualidade do software

    Longos dias de trabalho, prazos e pressão sobre o time podem ter impacto na qualidade do software que o time ágil entrega. O que nós podemos fazer para evitar que isso aconteça e habilitar os times a melhorar a qualidade de seus softwares?

  • Liderança em equipes auto-organizadas: um panorama de opiniões

    Empresas que implementam equipes auto-organizadas precisam de gerentes que as empoderem como líder servidor e que possam mentorá-las para que aprendam a melhorar continuamente. Conheça a opinião da comunidade.

  • Estão trabalhando de verdade? O pensamento de gerente e a ilusão do esforço como produção

    Esther Derby publicou um artigo sobre a perspectiva dos gerentes e como o foco dado em extrair o máximo do trabalho individual tem sido prejudicial ao trabalho em equipe e à entrega de valor. Derby refuta o senso comum de que as equipes precisam aparentar estar se "debatendo" para que que pareçam estar trabalhando de verdade, abordando também os riscos relativos ao excesso de horas-extras.

  • O Agile sufoca a criatividade dos introvertidos?

    Por vários anos, o movimento ágil vem encorajando os desenvolvedores a programarem em pares e as equipes a trabalharem de forma colaborativa em ambientes abertos, mas recentemente estas práticas têm sido criticadas.

  • A comunidade Agile está se tornando irracional?

    Uma recente discussão na lista do Yahoo! pm-agile abordou algumas frustações madiante as recomendações Ágeis, recomendações essas que foram consideradas ingênuas.

  • O "Ingrediente Essencial" do Desenvolvimento Ágil

    Há muitos debates sobre quais as competências que um desenvolvedor precisa, ou práticas que uma organização deve adotar para o Agile ser bem sucedido. Mas, embora inegavelmente importante, isso é realmente o que leva ao sucesso no Agile? Mark Schumann sugere que o "ingrediente essencial" da agilidade não são as tecnicas ágeis, mas sim a mentalidade ágil dentro dos níveis de gestão.

  • Liderar Auto-Organização é como Conduzir uma Orquestra?

    Modelos tradicionais de gerenciamento não contam aos líderes como suportar seus times no modelo "Agile" sem depreciar sua auto-organização emergente. Alusões à performances musicais e “conduzir uma orquestra” afloram, mas nem todos concordam que isto é apropriado. Seria o modelo "maestro" uma boa prática ou um anti-pattern?

  • Garantindo o Sucesso das Equipes Auto-Gerenciáveis

    A auto-organização é definida como um fenômeno no qual a organização interna de um sistema aumenta em complexidade sem que ele seja guiado ou gerenciado por uma fonte externa. Entretanto, para ter sucesso nessa empreitada, é preciso muito suporte dos membros da equipe, da gerência e do ambiente organizacional.

  • Times de alta performance – Evitando o Homicídio do Time

    Times de alta performance constitui cerca de 2% da força de trabalho, mas os processos ágeis parecem estimular a formação desses tipos de times. Steven Denning recentemente escreveu uma série de artigos sobre times de alta performance; o tipo de times que organizações ágeis necessitam incentivar para terem sucesso.

  • Mensure a sua agilidade com 'ABetterTeam.org'

    Sebastian Hermida criou uma ferramenta on-line gratuita para ajudar a times entenderem melhor como eles estão indo na adoção de métodos ágeis. O site, abetterteam.org, é baseado no jogo de perguntas "Mensure sua agilidade" de Jim Shore e Shane Warden incluso em seu livro, The Art Of Agile Development.

BT

Seu cadastro no InfoQ está atualizado? Poderia rever suas informações?

Nota: se você alterar seu email, receberá uma mensagem de confirmação

Nome da empresa:
Cargo/papel na empresa:
Tamanho da empresa:
País:
Estado:
Você vai receber um email para validação do novo endereço. Esta janela pop-up fechará em instantes.