BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

A perspectiva da Informação no Design de SOA

por Boris Lublinsky , traduzido por Douglas Masson em 19 Dez 2008 |

A maioria das técnicas de design SOA estão centradas na decomposição funcional do trunfo das empresas de TI e geralmente trata dos aspectos de informação do SOA após uma decisão. Na realidade, a solução SOA precisa incluir um amplo interesse do conjunto de design, refletindo informação das melhores práticas de arquitetura a fim de escalonar o suporte totalmente, consistente e acesso reutilizável da informação. No seu novo artigo, Brian Byrne, David McCarty, Guenter Sauter, Peter Worcester e John Kling introduziram um conjunto de padrões e capacidades representando a perspectiva da informação de um design do SOA. Sua abordagem garante que a informação é impulsionada por formas que o melhor suporte técnico e objetos de negócios da solução SOA:

 

  • Esses serviços são reutilizáveis por toda a empresa.
  • Que os dados do negócio expostos para os consumidores são exatos, completos e oportunos.
  • Esses dados compartilhados através dos domínios do negócio e camadas da tecnologia tem uma estrutura comum entendida e de significado para todas as partes.
  • Que o núcleo das entidades dos dados ligando os domínios do negocio de uma empresa são consistentes e confiáveis em torno de todas as linhas do negócio.
  • Que uma empresa ganha o valor máximo do negócio a partir dos seus dados e sistemas de dados.

O artigo define três principais padrões SOA relacionados:

 

  • Define a semântica dos dados através de um glossário do negócio
    Um fundamento para o SOA bem sucedido é o estabelecer um glossário comum e de fácil acesso, que define os termos relatados dos processos, serviços e dados do negócio. Geralmente, profissionais descobrem inconsistência na terminologia enquanto tentando aprender a linguagem aceitável do negócio e as abreviaturas dentro de uma organização. Sem um acordo sobre a definição dos termos principais como cliente, canal, rendimento e assim por diante, torna-se impossível a implementação dos serviços relatados para aqueles termos. Se investidores diferem em suas interpretações do significado dos parâmetros de um serviço ou na verdade o conjunto de dados que recupera, é improvável que a implementação de um serviço possa ser bem sucedida. É critico que os analistas do negócio e a comunidade técnica tenham uma compreensão comum da terminologia usada ao redor de todos os aspectos do domínio SOA incluindo processos, serviços e dados. O glossário do negócio elimina a ambigüidade da linguagem em torno dos principais conceitos do negócio que pode levar ao desentendimento dos requisitos dos dados. Um glossário do negócio elimina interpretações erradas estabelecendo um vocabulário comum que controla a definição dos termos. Cada termo é definido com uma descrição e outro metadada é posicionado em uma taxonomia. Gestores são responsáveis por seus determinados termos: eles ajudam a definir e suportar o controle daqueles termos.
  • Define a estrutura de dados através da modelagem canônica
    Uma terminologia consistente é um bom ponto de partida na concepção de serviços mas isso por si mesmo não é suficiente. Você deve também ter um entendimento claro da forma como a informação do negócio é estruturada. Os parâmetros de entrada e saída, isto é as mensagens, são geralmente muito mais complexas do que dos únicos tipos de dados. Eles representam as definições complexas das entidades e os relacionamentos entre eles. O tempo de desenvolvimento e qualidade dos projetos SOA podem ser muito melhorados se arquitetos SOA alcançam o modelo canônico no designing dos formatos de dados expostos e modelos de serviços. O alinhamento resultante do processo, serviço/mensagem e modelos de dados aceleram o desing, alcançam orientação normativa para a modelagem de dados e evita transformações desnecessárias... Resultando na definição de um serviço que conheça as necessidades e variedades dos consumidores, reduzindo assim a duplicação de serviços... O modelo de dados canônico estabelece esse formato comum sob uma camada de dados enquanto o modelo de mensagem canônica define este formato uniforme na camada de serviços. Modelos industriais fornecem um conjunto integrado de processos, serviços e modelos de dados que pode ser usado para orientar a análise e design das arquiteturas de serviços, garantido um alinhamento rigoroso das definições dos dados em torno da modelagem de domínios. Eles definem as melhores praticas para modelagem em uma determinada indústria do domínio e fornecer um framework extensível de modo que você não tenha que redesenhar constantemente seu SOA para que você adicione mais e mais serviços.
  • Análise a qualidade dos dados
    Profissionais que têm considerado os conceitos descritos acima podem fornecer serviços de designs com um grau elevado das consistências em torno dos modelos e artefatos de metadados. No entanto, isto não garante que a qualidade dos dados que estão sendo retornados pelos serviços é aceitável. Dados que reúnem as regras e limitações do seu repositório original e aplicações não podem satisfazer exigências em um nível corporativo... Questões de qualidade que são insignificantes dentro da única aplicação original podem causar problemas significativos quando expostas mais amplamente através do SOA em um nível corporativo... Os problemas são, portanto, se a qualidade dos dados a serem expostos vai de encontro aos requisitos de um projeto SOA e como fazer efetivamente essa determinação. A solução proposta é conduzir uma avaliação da qualidade dos dados durante análises de serviços e design. Depois você catalogar os sistemas de origem que suportam um serviço, você pode começar a investigá-los para a qualidade dos dados... Você deve verificar se existe duplicação de dados e como isso pode ser resolvido durante o matching e aggregation dos dados. Com base nesses tipos de analises, você pode tornar as ações apropriadas para assegurar que a escolha do serviço da implementação de cumprir os níveis exigidos das precisões dos dados e de significado dentro do contexto dos potenciais consumidores do serviço.

Conforme o SOA amadurece, questões de design da informação SOA tornam-se mais importantes. Profissionais SOA estão começando a perceber que uso dos dados canônicos (comparados aos dados canônicos em EAI) é o requerimento necessário para para construir serviçosreutili’zaveis e combináveis sem um construir um spaghetti dos mapeamentos intermediários.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT