BT

Medindo Produtividade em $

por Jon Arild Tørresdal , traduzido por Victor Hugo Germano em 03 Fev 2009 |

Há algum tempo, Scott Ambler postou um artigo sobre como mensurar produtividade em equipes Ágeis através da utilização do conceito Aceleração. Recentemente, ele apareceu com outro post onde  responde algumas das perguntas mais frequentes relacionadas à Produtividade Ágil e à Aceleração. Especificamente uma das questões responde como medir a quantidade de $ economizado por uma equipe em aceleração. Ambler argumenta que:

Se você conseguir medir produtividade facilmente, poderá identificar facilmente o que está funcionando em algumas situações, ou o que não está funcionando para você, e ajustar-se de acordo.

Ele inicia dizendo que a maior parte das equipes Ágeis utilizam velocidade para medir a performance da equipe, e segue perguntando (e respondendo) a questão:

É possível utilizar Velocidade como uma medida de produtividade?
... Você não pode medir a velocidade entre duas equipes porque elas utilizam métricas em unidades diferentes. A Equipe A está reportando nos próprios pontos e B nos próprios pontos, então você não pode compará-los diretamente.

Ao invés disso ele propõe uma solução diferente:

Ao invés de comparar velocidades, você deve calcular a aceleração de cada equipe ... A velocidade da Equipe A está crescendo através do tempo enquanto a velocidade da equipe B está com a tendência de queda. Tudo sendo igual, você pode assumir que a produtividade da equipe A está aumentando enquanto a da equipe B está diminuindo. Obviamente não é muito esperto gerenciar apenas a partir de números. Assim, ao invés de assumir o que está acontecendo, eu preferiria ter uma conversa com as pessoas dos dois times. Fazendo isso, devo descobrir que a equipe A adotou práticas orientadas pela qualidade, assim como integração contínua e análise estática de código que a equipe B não adotou, indicando que eu deveria ajudar a equipe B a adotar tais práticas e esperar que eles aumentem sua produtividade.

Para calcular a aceleração da equipe, Ambler sugere que se utilize a seguinte fórmula:

(velocidade iteração x1 - velocidade iteração x2)/velocidade iteração x2 = aceleração da equipe

Onde x1 é a alguma iteração anterior à iteração x2. Como um exemplo ele utiliza duas equipes, onde uma equipe possui uma aceleração positiva e a outra negativa:

...a aceleração da equipe A entre a iteração 1 e a iteração 6 é (20 - 17)/17 = 0,176 enquanto para a equipe B é (45 - 51)/51 = -0,118

Ambler aponta algumas vantagens e desvantagens de utilizar este método:

Vantagens:

  • É facil de ser calculado
  • Não gera custos
  • Será dificilmente maqueado
  • Oferece a oportunidade para uma Governança mais efetiva
  • Poder ser facilmente ajustado caso o tamanho da equipe aumente
  • Você pode facilmente monetizar esta métrica

Desvantagens:

  • É uma medida indireta de produtividade
  • Você precisa medir aquilo que esta interessado
  • O Gerenciamento precisa ser flexível
  • O seu sistema de medição existente pode ser questionado
  • A terminologia soa científica

Em seu post FAQ, Scot Ambler ainda fala sobre como monetizar a aceleração:

...assumindo sua aceleração em 0,007(0,7%), existindo cinco pessoas na equipe, seu custo passivo anual por pessoa de $150.000 e iterações de duas semanas... Assim, por iteração, o custo passivo médio por pessoa deve ser $150.000/26 = $5.770. Melhorias em produtividade por iteração para esta equipe devem ser $5.770 * 5 * 0,007 = $202. Se a aceleração manter-se constante em 0,7%, a melhoria consolidada de produtividade para o ano deve ser (1,007)^26 (assumindo que a equipe trabalhe todas as 52 semanas do ano) o que deve ser 1,198 ou 19,8%. Esta conta deve chegar à economia de $148,500

O número 26 está relacionado com o número de iterações por ano(52 semanas / 2 semanas por iteração).

Você gostaria de utilizar este método para calcular aceleração em sua equipe?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2013 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT