BT

Testador dedicado em um time ágil

por Vikas Hazrati , traduzido por Samuel Carrijo em 07 Mai 2009 |

A necessidade de testadores dedicados em um time ágil é uma questão bastante discutida. Em muitos times ágeis, estes desempenham um papel central enquanto os outros desenvolvedores também fazem testes, mas não de forma dedicada. Uma discussão recente no grupo scrumdevelopment endereça novamente essa questão.

Brian iniciou essa discussão dizendo que um testador enxerga a aplicação por um ângulo diferente. A maioria dos membros do grupo concordaram que a presença de um testador dedicado traz benefícios significativos.

George Dinwiddie respondeu:

Descobri que a presença de um (ou vários) testador(es) dedicado(s) em um time traz grandes benefícios. Eles possuem um ponto de vista semelhante ao do product owner (PO), só que ele enxerga com mais profundidade e considera diversos aspectos. E isso ajuda muito na hora de criar bons critórios de aceitação de uma história.

Adam Sroka acrescentou:

Pessoas com experiência sólida em testes certamente trazem um conhecimento único. No pior caso, eles: a)tem familiaridade com métodos e ferramentas para testes que não são diretamente relacionadas com TDD. b) já gastaram um bom tempo pensando em como quebrar uma aplicação e quais são os pontos fracos da mesma. c) entendem como pensar e falar sobre qualidade.

Adam reforçou suas idéias, argumentando que QA é uma área de conhecimento muito extensa, e que existem conferências, artigos e muito conteúdo na literatura relacionado especificamente a testes e QA. Isso indica que pessoas versadas nessa área agregam ainda mais do que desenvolvedores que são versados somente em TDD.

Muitas equipes ágeis afirmam que, se os desenvolvedores estão codificando usando TDD, diminui-se a necessidade de um testador dedicado. Em resposta a isso, Cenk Çivici sugere que:

Usa-se TDD com testes unitários para construir o código do jeito certo

Usa-se testes de aceitação e QAs para se construir o código que faz a coisa certa...

A maioria dos membros do grupo concordam que os testadores são mais produtivos quando incluídos no time do que quando trabalham separadamente. Sean Hart sugere que, além de ser parte do time, o testador precisa estar envolvido com o PO e com o cliente durante a criação do backlog. Isso permite que várias ambiguidades nos requisitos sejam removidas antes mesmo delas chegarem ao time.

Ryan Shriver contribuiu com um exemplo real empregando testadores dedicados do início ao fim dentro do time. Ele disse:

Antes de incluir testadores "totalmente dedicados", nós contamos com testadores do time, mas fomos "picados" por alguns bugs desagradáveis que foram junto com o produto lançado. Acrescentá-los ao time, ajudou consideravelmente na melhoria da qualidade do produto, especialmente porque eles tinham uma grande experiência no domínio.

Semelhantemente, no artigo best practices for testing in offshore Agile projects, Peter Vaihansky e Anna Obuhova afirmam que testadores dedicados em um time ágil agregam muito valor ao time. Segundo eles,

Ao contrário do que a maioria dos adeptos extremistas de XP acreditam, nossa experiência aponta que um time XP é tremendamente beneficiado com a presença de profissionais de teste dedicados. Testadores experientes agregam valor de várias maneiras, seja através de testes exploratórios manuais, seja ajudando o cliente a criar requisitos mais consistentes, seja criando novas maneiras de melhorar o teste automatizado.

Parece haver provas suficientes para apoiar a necessidade da presença de testadores dedicados em um time ágil. A chave para utilizar o potencial deles da melhor forma é incluí-los como parte do time e dar a eles bom apoio e flexibilidade. Isso os ajuda a trazer o ponto de vista desejado sobre testes, de forma ampla e profunda.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT